"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

. Crise e Poupança

.arquivos

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Sexta-feira, 1 de Julho de 2011

Creches do Estado

          Felizmente o estado está a acordar para o problema demográfico. Cada vez nascem menos crianças. A falta de ajuda do estado pode tornar a decisão de se ter um filho um verdadeiro acto de inconsciência. Os grandes defensores da penalização do aborto, podiam começar a descontar 5% do seu salário para apoio às novas vidas, já que são tão pró-vida.

 

          Foram criados Jardins de Infância nas escolas de ensino básico. Boa medida. O irónico é que sobrou espaço para os jardins porque cada vez há menos crianças. A minha antiga escola preparatória, onde fiz o 5º e 6º ano, agora vai até ao 9º ano. Imagine-se quantas crianças a menos há.

 

            Contudo, há uma gritante insuficiência de creches do Estado, para educar crianças até aos 3 anos. As poucas creches da segurança social e da Santa Casa da Misericórdia estão a servir apenas para tratar de crianças de risco e sem dar resposta a todas.

 

            Vou-vos apresentar um casal sem filhos, a viver em Lisboa, que tendo um rendimento mensal de 1500 euros líquidos, pode pensar em ter um filho e pagar 400 euros por uma creche, durante 3 anos:

            Vejamos as minhas contas sobre este casal:

 

Renda/Prestação Habitação

500,00 €

 

 

 

 

Transportes

48,00 €

passe carris

 

 

 

Electricidade

20,00 €

 

 

 

 

Gás

15,00 €

 

 

 

 

Água

10,00 €

 

 

 

 

Internet e TV

40,00 €

 

 

 

 

Telemóvel

30,00 €

15 euros cada

 

 

 

Supermercado

200,00 €

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Total

863,00 €

 

 

 

 

 

 

            Este casal é saudável sem despesas de saúde, não tem vícios caros (os únicos são ver TV e navegar na internet), é caseiro, não passeia, não passa a vida ao telemóvel, não tem carro, por isso vai ter que andar com o bebé em transportes públicos, é elegante, não gasta muito na alimentação, nos intervalos de almoço do trabalho, come da sua marmita, e anda com a mesma roupa há anos, visto que pararam de crescer.

            Já ter 2 filhos é a completa bancarrota.

 

           Pelo que li recentemente, estão projectadas creches do estado para Lisboa. Pois, mas para quando e quantas vagas vão haver?

publicado por antiego às 11:29
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
3 comentários:
De girls a 15 de Julho de 2011 às 10:31
Bem esses pais passam mesmo fome...
Bem e essa estatistica está mesmo baixinha..vejamos eu não vivo na cidade e só de luz pago + de 100€ isto em 2 meses. Agua pago 45€ em 1 mês não gasto muita agua nem tenho jardim..paga-se é taxas para tudo e mais alguma coisa. gás uma botija pequena já custa + de 20€.
por aqui os ordenados são inferiores aos de Lisboa! Por ai qualquer funcionária de escritório ganha + que o ord. minimo..por aqui podes andas a trabalhar durante anos e anos com ord. minimo.
Ter filhos é uma aventura. Só quem tem ajuda de familiares é que pode pensar nisso, doutra maneira é impensavel...O estado até o ano passado ajudava maes solteiras de uma maneira absurda...agora está falido..Uma mãe de 22 anos,solteira e irresponsável com 3 filhos, recebe perto de 1000 euros de ajuda do estado. Nunca trabalhou na vida, apenas tira cursos remunerados no centro emprego!!!Tem boa vida..o estado ainda lhe paga e crechê e a deslocação que faz para ir para curso!!!!!!Não quer saber dos filhos apenas quer o €..enfim é o mundo que vivemos...Uns lutam para ter uma boa vida outros têm de graça sem se esforçar e ainda gozam com quem se esforça...enfim...foi um desabafo de quem quer mt ser mãe e com esta crise vê-se de mãos atadas!!!
De antiego a 15 de Julho de 2011 às 11:54
O seu depoimento é excelente e devia ser um post, em si. A evidência de que há gente que quer ter filhos e não pode porque o estado não ajuda.

Eu já dei o exemplo deste casal com valores muito por baixo, para dar uma boa folga e ridicularizar o estado.

Conhecemos uma mãe de 2 filhas que acho que não recebe muito. Deve receber apenas 100 euros, 50 euros por cada filha. Como é que essa recebe tanto?

Se ajudam muito os pobres e nada os remediados, o país fica cheio de filhos pobres.
De girls a 15 de Julho de 2011 às 14:24
Essa é uma pergunta que também gostaria de ter resposta! Sei que não trabalha e pediu o rendimento minimo ao estado, por não ter condições de sustentar os filhos, não sei é como pode estar a receber desse rendimento e ainda a usufruir de um curso remunerado que é pago pelo estado (no fundo por todos nós)...

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds