"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Sábado, 17 de Dezembro de 2011

Há sempre uma 1ª vez

           Há aforismos e frases que nunca compreendi, espero que façam sentido alguma vez na minha vida. Há coisas as quais apenas compreendemos se passarmos por elas. Mas uma dessas frases não é, com certeza, a brilhante "há sempre uma primeira vez”.

          Que frase mais estúpida. Sempre que se fala em qualquer coisa que envolve uma primeira vez, aparece um filosofo a rematar, arrumando com a questão, proferindo que… há sempre...

- Mas que raios!!!! Porque é que há sempre uma primeira vez?!

          Pode não haver, pode nunca acontecer. Provavelmente embirrei com esta frase idiota, em particular, nos anos da adolescência em que não via a minha vez chegar. Bem, na verdade sempre embirrei com trocadilhos e graças cliché de alusão sexual.

          Cheguei à conclusão, com a minha irmã, que estas frases idiotas são ditas porque as pessoas têm que dizer sempre qualquer coisa. São conversa de circunstancia, paleio social. Robots com o audio ligado.

           No outro dia ouvia na Antena 3 uma discussão inteligente entre mulheres, sobre a intelectualidade. Dizia uma que uma pessoa mais evoluída pode passar por lerda. Ela dava um exemplo: se alguém saísse à rua a perguntar ás pessoas o que era o amor, muitas havia que disparariam logo uma resposta pronta e afiada:

- Ah, é fogo que arde sem se ver.

           Quem fala assim não é gago. Uma pessoa mais pensadora, mais autêntica, mais original, teria mais dificuldade em responder a esta pergunta. Poderia atrapalhar-se, hesitar na resposta. Pois, passava por atrasada mental. Ora que cena, mas não sabe o que é amor? Eh eh, se calhar nunca amou.

 

           O cão do meu vizinho passava fome. Começava a uivar de dor e tinha já um aspecto exotérico (perdão, anorético). Então eu comecei a atirar-lhe bifes para o quintal, e até passei a comer papas de aveia. Quando o meu vizinho chegou de ferias ficou fulo de ver o seu cão com obesidade mórbida. Eu não sabia, aquilo fazia parte de um plano de lhe provocar a morte por abandono, e assim receber o seguro de vida. O meu vizinho, por vingança, cortou os testículos ao meu gato e vendeu-o a um restaurante chinês. A polícia andou em campo até descobrir um frasco na gaveta do meu guarda-fatos com os testículos do meu gato. Fui acusado de homicídio sexual em 1º grau. Fui para a prisão, inocente, chuif, e violaram-me lá dentro.

 - Pois. Há sempre uma primeira vez.

tags:
publicado por antiego às 19:26
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
1 comentário:
De tresgues a 24 de Dezembro de 2011 às 10:11
Essas frases feitas são as que compõem a chamada "conversa da treta".
A história do cão sempre é um bocadinho melhor
Boas festas e Feliz Ano Novo
(Para acabar com mais uma frase das tais...;)

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds