"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

. Crise e Poupança

.arquivos

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

Princesa da Carris

            Esperava por um autocarro na paragem. Aparece o 45. Sou o único a entrar. Cada vez mais se vê mulheres motoristas da Carris. Mas nunca tive o prazer de ver uma como esta.

            Sensualissima. Estilo para o Indiano. Morena. Cabelo super-comprido como tanto adoro. Trançado. Um rosto agradável e sensual. Estava tirada a fotografia. Mas não bastava. Ao entrar para o autocarro, ela diz-me qualquer coisa com um sorriso - deve ter-me dito um bom dia. FODA-SE! Nunca nenhum motorista me cumprimentou! O que é mais que compreensivel. Ninguém vai esperar um cumprimento de um motorista da Carris, especialmente numa carreira super-lotada como o 45, em pleno centro de Lisboa.

            E a única vez que isso aconteceu, tinha que ser de uma beleza rara. No Autocarro, mudei de lugar, mais para a frente, porque me dava jeito para descansar melhor (gosto ir da parte de dentro). Reparei que ficava mais perto dela e a podia vislumbrar pelo espelho.

Ainda estava guardado um final feliz.

            Quando eu saí do autocarro, dirigi-me para a passadeira. Acho que devemos sempre dar prioridade a um transporte público. Não vamos fazer esperar 40 pessoas por uma. Assim dei, a ela. E ela agradeceu-me de dentro do autocarro, sorrindo. O meu gesto gentil com braço a lhe dar passagem, deve-lhe ter caído como um acto de cavalheirismo.

            Se fosse um filme francês, eu passaria os próximos meses a apanhar o 45, até a encontrar outra vez.
publicado por antiego às 14:58
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
5 comentários:
De diariodeumfrustrado a 20 de Novembro de 2007 às 18:43
Mas pelos vistos o filme é português e tu ficas à espera que a oportunidade te caia do céu sem que a forces... A ocasião faz o ladrão, não é assim que se diz?
De M. a 20 de Novembro de 2007 às 20:11
Toca a seguir os conselhos que a taróloga íris deu ao Diário e fazer com que as coisas aconteçam... E apanhar o 45 mais vezes!
Mas, de qualquer modo e para esclarecer isto, as mulheres de cabelo curto também são giras, hã?!
De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2008 às 17:33
Bem, agora que ví esta história, não posso deixar de contar aquí uma que se passou comigo. Respondendo ao teu pedido de não a veres mais vezes, dou-te aquí uma sugestão:
Não sei se sabes, mas se fores viajar de eléctrico pela zona ribeirinha da cidade, tens praí 60% de apanhares uma miúda, repito, uma miúda como guarda-freios. Ora já há muito que sei disso e, em 6 de Agosto de 2007, numa calorosa tarde, estando eu em casa sem nada para fazer penso: vou me seduzir, vou matar o meu desejo. Quero sentir aquelas miúdas a comandar um veículo.
Vestí-me a "rigor" - camisa, calças de ganga daquelas muito largas com dobrinha em baixo e de sandálias, com os pezinhos a apanhar ar, como quem fosse para a praia, lá vou eu até ao Terreiro do Paço de autocarro. Fico na paragem do eléctrico e começam eles a passar mas sempre com guarda-freios homens. Quase depois de uma hora de seca na paragem, lá vejo vir um eléctrico daqueles articulados e, na máquina, uma miúda, aí dos seus 22 anos, com ar pensante, bem constituida, cabelos compridos e ar dominante. À medida que se aproximava o eléctrico, começa-me a vir uma tosa do caraças. Cada vez maior. Entro, valido o passe e procuro um lugar. Aquilo começa a andar. Quanto mais via aquele brinco de pérola manuseando com afinco aquela infinidade de comandos com mais tosa ficava. Ia num banco a meio do eléctrico quando, mesmo atrás da porta da máquina fica um banco vago. Sento-me. Era como se estivesse ao pé do brinquinho que dominava aquilo tudo. Quando saio fico com pena de não me ter saido nada da tosa mas ainda hoje sempre que penso nisso, fico com tosa sempre.
Por isso pá, quando tiveres com vontade já sabes, faz o mesmo que eu.
De antiego a 19 de Fevereiro de 2008 às 18:02
Valha-nos estes pequenos prazeres da vida. Mas... esperar uma hora por uma gaja!
De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2008 às 11:50
Se és homem com H, concerteza excitas kd vez 1miuda no poder lol

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds