"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010

Fia-te nas Informações

Quando se telefona para as informações de um serviço assumimos que vamos falar com um entendido que domina a cena, a não ser nas questões mais complicadas. Se o nosso interlocutor trabalha num call-center, não é de esperar grande coisa. Não sabemos há quanto tempo trabalha lá e com que motivação.

 

Agora, se telefonamos para um serviço do estado, como as finanças, é de esperar que ele domine mesmo os factos do IRS.

 

Atende-me um gajo que diz que ainda não sabem bem como vai ser o IRS para 2011, porque ainda se está a discutir o orçamento 2011. E não é que ele me atira que as despesas de educação e saúde, que não tinham limite, podem passar a ter?

 

Ora aqui está um triste que não deve ter filhos com certeza. Desde quando as despesas de educação não têm limite? Eu lá lhe disse que o limite de dedução seria uns 500 e tal euros, mais cento e tal euros por cada filho a mais (se calhar até a um limite de 4 filhos).

Será que é grande esforço de memória saber que só as despesas de saúde não têm limite no IRS?

 

Vá lá um gajo fiar-se nestes tipos.

 

Fiquei abismado quando ele me disse que o corte aos benefícios fiscais terá efeito já relativamente ao IRS do trabalho de 2010. Era bom que quando nós começássemos a trabalhar soubéssemos, de antemão, quanto vai sair do nosso salário mensal.

tags:
publicado por antiego às 14:21
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
Segunda-feira, 15 de Novembro de 2010

Alguém faria melhor

Bem, vou dar a mão à palmatória relativamente ao meu post Nem eu Faria melhor.

 

O que eu gosto no canal Q é eles entrevistarem gente da vanguarda. È gente com outras ideias, mais à frente, e sem o arreliante “politicamente correcto”.

 

Numa dessas entrevistas, sobre o orçamento do estado, ouvia um ilustre desconhecido a dizer qualquer coisa como:

 

- Eles impõem estas medidas dando-as como inevitáveis. Mas não são inevitáveis! E o negócio da PT porque não foi taxado pelas finanças, o que daria 900 milhões de euros de impostos?

 

E deu mais 1 ou 2 exemplos. Foi só aqui que eu percebi aquele cliché “São sempre os mesmos a pagar”. Porque toda a gente diz isto e ninguém explica que outros podem pagar e em que situações, excepto os casos do pessoal com negócios que esconde que foge aos impostos escondendo a facturação. Quanto a estes, não há muito a fazer, a não ser apertar com a fiscalidade e administrar multas pesadíssimas.

 

Não obstante, o meu pensamento era correcto (só que insuficiente). Tirar 10% ao pessoal com salários mais ricos, não mexendo nos salários dos mais pobres, faz muito sentido social. Ainda por cima mais criando o novo escalão de IRS a 45%.

 

O mais arreliante é o corte nos abonos de família. Isto é o fim.

Família, com um filho, que ganhe cerca de 1250 euros brutos, não tem direito a abono de família. Devem estar a brincar.

publicado por antiego às 21:49
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010

Júri dos Idolos

O Júri do concurso Ídolos em Portugal, não se cansa de lembrar os concorrentes que está em causa escolher um ídolo na área POP.

 

O Irónico é que este júri, com ares de erudito, é um júri arreliadoramente anti-POP.

Chamam à atenção para a imagem de determinado concorrente que não é POP, e não vão muito para além daí. Põe umas calças de ganga, solta o cabelo e tá feito.

 

Quando aparece um concorrente como o Carlos, dos Ídolos de 2009, o Júri deita-o abaixo completamente, fica vermelho e ira-se com a possibilidade de tal concorrente ganhar. Um concorrente brutalmente Popular é uma ameaça a ganhar o Ídolos da música POP.

O Carlos não mereceu ganhar o concurso que o Filipe ganhou justamente, porque não foi regular. As últimas actuações dele foram fracas. Mas o Carlos teve actuações soberbas em que eu olhava para ele e via rendido: este é o melhor de todos os tempos. Todo ele era POP, entusiasmo e alegria.

 

Por outro lado, aparecem concorrentes que escolhem canções com qualidade, são bons tecnicamente, sóbrios, certinhos, e eles acham o máximo. Quando eu vejo actuações desgarradas, monocórdicas, sem melodia e hirtas disfarçadas de garra.

 

Já agora, o que está a fazer aquela brasileira no júri? Ela faz comentários como quem escreve horóscopos.

tags: ,
Quarta-feira, 3 de Novembro de 2010

Um caso Facebook

Há um homem bem formado, eloquente, de boas famílias, da linha (Lisboa), inteligente e espiritual, que tem uma página no facebook. Embora tenha nascido antes dos anos 70, acompanha as novas tecnologias.

 

Tem vários vídeos na sua página, onde expõe a sua vida pessoal com o seu filho e mãe do seu filho, que provavelmente é a esposa. Vêm-se cenas de férias ao ar livre. Um dos vídeos começa de uma forma embaraçosa para o espectador: a sua mulher a ajeitar as partes baixas. Noutro vídeo, ela vai falando sobre a vida entre os dois, e quando se refere que eles vivem numa relativa felicidade, ele, que filma, tece logo um comentário sarcástico: “que pensamento profundo”.

 

Agora eu pergunto: que pretende um gajo destes ao expor-se deste modo na net, ao publicar estes tristes vídeos de vida corriqueira familiar?

 

A resposta só pode ser uma: “OUÇAM! O MEU CASAMENTO VAI UMA MERDA, EU ESTOU DISPONIVEL”.

Terça-feira, 2 de Novembro de 2010

Síndrome da Mudança Horária

Este sábado, ouvi na rádio uma nota surreal sobre a mudança de hora que iria ocorrer na madrugada de 1 de Novembro de 2010.

Gostava de ter o texto e ainda o googlei na internet. Será que esta pérola da psicologia não ficou registada?

 

A Jornalista começou por afirmar que a mudança de hora é uma coisa complicada. O sistema humano vai-se abalar, temos que nos precaver para nos adaptarmos com menos sofrimento possível a esta terrível violência que é a mudança horária.

A seguir surge a douta psicóloga a esmiuçar a cena. Compara a mudança de hora com as alterações de humor sazonal, alerta para os perigos e até aconselha a prática de exercício físico para melhor suportar essa inevitável hora de diferença. “Se ainda não pratica exercício físico, esta é uma boa altura para começar”.

Meu deus, quais são os limites para a idiotice das psicólogas?

A gaja parecia que estava a falar do Jet-Lag de alguém que viaja de Portugal para o Japão.

 

Mais a mais, atrasar uma hora, não dá azar nenhum. É mesmo como ganhar uma hora na vida. Quando se muda para a hora de verão é que pode ser um bocado penoso.

Duas coisas que os psicólogos deviam de saber antes de falarem sobre a alteração do ciclo diário:

  1. O Ciclo diário biológico do homem é de 25 horas.
  2. É mais difícil o corpo do homem adaptar-se quando viaja para nascente do que para poente (penso que é consequência da primeira).

Se houve gente que levou a sério esta psicóloga, eles não foram os notivagos.

publicado por antiego às 15:51
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds