"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

Ser um Homem melhor

            É um clássico cinematográfico.

            De tanto ver filme americano, é evidente que o melhor elogio que um homem pode dar a uma mulher é:

- You make me wanna be a better man (person).

             Traduzindo: “tu fazes-me desejar ser um homem melhor”. Vai daí, a sua amada, a espectadora cinéfila, o cinéfilo, tudo fica de quatro perante o nosso humilde herói.

            Caramba! O gajo… com ela… quer ser um gajo mais fixe. Ela fá-lo sentir-se assim! Is this love?

             A cena é que isto nunca me bateu muito. Eu sinto a emoção da cena, até sinto uma leve comoção, eu intuo o significado, mas… não me identifico. Na verdade eu quis sempre ser uma melhor pessoa estivesse com quem estivesse, ou estivesse sozinho.

 

            O mais parecido com isto que sinto pela minha amada, é:

- Tu fazes-me querer ser como tu.

             O que eu sinto em relação à minha vontade de mudar, é muito parecido com o que escreveu o Robert Smith dos “The Cure” e o nosso Fernando Pessoa.

 

Why Can’t I be You?

tags: ,
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

Parva que tu és

Ui, parece que está a causar furor essa nova canção dos Deolinda Parva que eu sou.

Parabéns, os Deolinda souberam encontrar a fórmula para o sucesso, no seio do público português: a queixa, o desalento com os dias de hoje (porque dantes é que era), o dizer mal. Só faltava uma boca mais directa ao país.

 

Ideias matrizes da letra:

 

1 - Sou da geração sem remuneração

 

És da geração de pais com boa renumeração que conseguiram pôr os filhos a estudar na universidade, fora de casa.

 

2 - Porque isto está mal e vai continuar

Pelo menos, são as previsões dos economistas.

 

3 - Sou da geração ‘casinha dos pais’,

Os teus pais são da geração “casa-te aos 20 e faz-te à vida”.

 

4 - “Filhos, marido, estou sempre a adiar
E ainda me falta o carro pagar,”

 

- O quê !!!!!!!!! Tens carro e ainda te queixas!!! F**********-se. E já agora… se ainda estás a pagar… não, não podes ter comprado um carro novo. Deves ser é da geração do crédito fácil ou da geração que vive numa terra sem transportes públicos.

 

5 - Sou da geração ‘vou queixar-me pra quê?’

 

Então… porque te queixas?

 

6- Há alguém bem pior do que eu na tv.

 

Bom pensamento. A minha mãe sempre me contava a história do homem que chorava descalço até ver uma criança sem pés”. Embora nem eu aceite muito este pensamento positivo.

 

7 - Sou da geração ‘eu já não posso mais!’

Que esta situação dura há tempo demais

 

Serás de uma geração impaciente, intolerante, e que não gosta de ser contrariada?

 

(E remata com a frase de oiro):

 

8 - “Que mundo tão parvo

Onde para ser escravo é preciso estudar”

 

Já o Quino dizia nos anos 60 ou 70 “Trabalhar para ganhar a vida, mas porque é que a vida que se ganha, tem que ser gasta a trabalhar para ganhar a vida?”.

Um dia havemos de conseguir. Já passamos de 18 horas por dia, 7 dias por semana, duro no campo ou na fábrica, para 8 horas por dia, 5 dias por semana, no escritório. Não descanso enquanto não trabalharmos 3 horas por dia, 2 dias por semana, com 4 meses de férias anuais, mais subsídios de carnaval, Páscoa e férias de inverno (na neve). A Luta continua.

 

Não é preciso dares-te ao trabalho enfadonho de estudar. Para seres escrava basta seres raptada pelos espanhóis e levada para uma casa de alterne no país vizinho.

 

Tu própria dizes que há alguém bem pior que tu na TV, o problema é que há alguém com um carro já pago, um apartamento de 100 m2 e um marido… do cara#$% ças!

Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2011

O dia dos Fornicadores

Acho o “dia dos namorados” o dia mais piroso que inventaram. Isto é uma importação recente do dia de S. Valentim festejado nos países anglófonos. Esta adaptação parece uma tradução portuguesa do título de um filme de acção. É como traduzir “First Blood” para “A Fúria do Herói”.

 

O Dia de S. Valentim, nos países onde ele tem tradição, não é o dia dos namorados. É o dia de todos os entes que nos são queridos. È o dia para nos lembrarmos de todas as pessoas por quem sentimos afecto ou deveríamos sentir mais afecto. Assim, é normal dar lembranças e saudar não só o namorado como a amiga que cresceu connosco, a irmã, a mãe, o tio fofinho, o urso de peluche, etc.

 

Os portugueses tinham que ser hardcore 1º escalão e transforma-lo em… o dia dos boyfriends…

 

Isto acaba por ser um insulto ás pessoas que sabem gostar. Porque quem gosta, não precisa de ser ensinado ou lembrado a gostar por um dia idiota qualquer. Mas por que raio dia 14 de Fevereiro eu deveria comportar-me mais gentilmente com a minha namorada? Mas porquê 14, porquê Fevereiro? Tem muito mais significado eu lembrar-me do aniversário dela. A mim ninguém me diz em que dia eu devo celebrar o nosso namoro. Para mim é demasiado simples: no dia em que ele faz anos.

 

A principal função do dia dos namorados tem sido lembrar às tristes solitárias que... não têm namorado.

 

Um dia tão bonito e...

publicado por antiego às 12:48
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

A Psicologia legitima as pessoas

No final da série “Os Sopranos” a psiquiatra da personagem Anthony Soprano, começa a questionar o seu trabalho com este chefe da Máfia. Ela corre riscos ao tratar os ataques de ansiedade dele, certamente acreditando que estará a fazer bem. Por um lado, é uma profissional que não deve recusar um paciente, por outro lado, quem sabe, ao tratar um poderoso mafioso poderá a estar prestar serviço público - Criminoso equilibrado não dá logo tiro nos cornos, corta só um dedo ou dois e ainda dá a escolher.

 

A Dra. Jennifer Melfi tem um baque ao ler um estudo que concluiu que a psicoterapia só legitima o psicopata, ou seja, o criminoso.

Imaginemos o mafioso a ir ás sessões de psicologia, acabando por se convencer que é mas é uma vítima do sistema, da sua educação, do meio cultural em que cresceu. Aí tem a redenção para toda a miséria que espalhou. Se calhar nunca pensou bem no assunto, mas agora que pensa, consegue se perdoar de todas as pessoas a quem limpou o sebo, de todos os dedos que cortou, todos os dentes que partiu, etc. É um coitado que nunca foi convenientemente amado.

 

Eu vou mais longe: pela minha experiência, do que eu conheci profissionalmente e pessoalmente, das pessoas que eu conheci que frequentaram psicologia clínica, a psicologia serve para legitimar TODA A GENTE. (e não costumo escrever em letras grandes).

 

O Besta egoísta, irresponsável e agressivo sai de lá reforçado, a pensar em como nunca recebeu a atenção que devia dos papás. A Pateta egocêntrica, insegura, sem os mínimos valores, sai de lá convencida que tem valor e deveria era fazer uns bons cursos de desenvolvimento pessoal.

A psicologia vai ajudá-lo a sublimar-se. Não vai ajudá-lo a ver a realidade como ela é, mas vai tentar fazer o que faz a IURD e a psicologia popular brasileira: levantar-lhe o astral, ensina-lo a pensar positivo. Fixe, também é preciso, o que o que acontece é que esse efeito vai durar só dias e depois tudo vai voltar ao mesmo. Você vai continuar a ser a mesma pessoa, com os mesmos problemas, com as mesmas limitações, com os mesmos defeitos.

 

A melhor maneira de ganhar um cliente é fazê-lo sentir-se bem. Já ouvi de psicólogas que disseram coisas como “você é melhor que a sua ex-mulher”. Xau! Com este elogio como é que eu não iria gostar desta psicóloga? Pese embora, ela esteja a falar de uma pessoa que desconhece absolutamente.

 

Para mim, o principal objectivo da psicologia não é aumentar a auto-estima a qualquer custo. O principal objectivo da psicologia deve ser aumentar o auto-conhecimento. E acredito que isso leve, consequentemente, a uma maior auto-estima. Mas esta é uma maneira mais difícil e dolorosa.

Porque eu acredito que não há nada que nos torne mais especiais do que a verdade, a autenticidade - nós sermos nós próprios. E para aprendermos a sermos nós próprios, temos que nos conhecer. Como alguém artificial pode ser especial se é uma imitação de algo, de ideias, modas e clichés?

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds