"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

. Crise e Poupança

.arquivos

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

O Sexo e a Cidade - Curso para Gaja Desmiolada

            A série está de parabéns porque:
            É constituida por anti-herois. Os personagens têm defeitos, são até bastante mesquinhas. Não há 1 das 4 com quem me apetecesse sair. Dantes até achava piada à Samantha. São todas detestáveis e mesquinhas. Ah, e aquele belo pormenor de uma ser loira, outra morena, outra ruiva e outra puta.

            Tenho a série completa, da temporada 1 á 6. Ainda não a vi toda. Desisti, entretanto. Fartei-me das cenas idiotas.

            A certa altura continuei a vê-la como se vê o big-Brother: vê-se para se falar mal.

            Há momentos de humor brilhante, mas há outros momentos tão idiotas… se há momentos que valem pelo todo, há momentos que aniquilam o todo.

 

            O meu principal receio é que esta série esteja a fazer escola no seio do público feminino. Todas as mulheres adoram esta série. Devem-se rever naquelas Mulheres emancipadas, modernas, independentes, divertidas, sexuais e poderosas, cheias de vida. Esta série é o delirio para as feministas da facção “somos feministas, mas gostamos de sexo e assumimos isso em público, com todos os tomates”. Estas personagens são os modelos delas, uau!

            Até que ponto fez escola? Isto eu sei: conheci uma tipa que era um autêntico clone da Samantha. Cabelo pintado de loiro, como o dela, o rosto, toda a figura era uma cópia da Samantha, e era claro que a mulher se queria fazer passar por uma Samantha. Contava desbocadamente as suas aventuras, tinha necessidade de se afirmar como mulher que teve imensos homens e até deixou a piada de já os confundir.

            Ora bolas, isto de encontrar na vida uma imitação barata de um personagem de uma série POP, é algo de surreal.

 

            Vejamos pérolas desta série que devia fazer as delicias apenas de adolescentes:

 

  1. Há um episódio brilhante em que os autores concerteza querem fazer passar a mensagem que quando as mulheres têm um filho é o inicio irreversivel da decadência feminina. As Mães são umas coitadas, morbidamente aborrecidas, cujo único deleite é recordarem-se dos tempos aureos em que eram solteiras. São tipo um cadáver reprodutor.             Esse episódio é portentoso, de tão pedagógico acaba por ser uma parábola: lá está a amiga mãe (uma gaja triste, portanto) que resolve ir a uma festa onde estão as nossas amigas sexuais e citadinas. Enfim, é como um cota velho ir a uma discoteca, para a pista de dança. E claro, resolve fazer figura ridicula de si própria, encetando um striptease desesperado. Obviamente as nossas amigas, que são as melhores pessoas do mundo, são aquelas que a amparam e reconfortam.

 

  1. A nossa Amiga Carrie põe os cornos ao Aiden, over and over again. Conta-lhe. O Aidan, vê-se que a ama de verdade, mas não conseguindo viver com aquele facto, deixa-a. A Carrie acaba o episódio com este pensamento sublime: bolas, não é fácil encontrar uma pessoa que nos ame incondicionalmente, que pobre de espirito. Os homens são tão rascas, deviam ter a alma mais elevada, passar por cima destas merdas. Vá lá que eu tenho 3 amigas que me amam incondicionalmente – Pois, minha cara, e se metesses os cornos ás tuas amigas incondicionais?

 

            Com mais todas aquelas mesquinhices das nossas vacas loucas, mormente da Miranda, como dormir em casa de um gajo e de manhã ir-lhe revistar as gavetas…

 

            É esta merda que andam a ensinar às nossas mulheres !!!!!!

            LOL, fosca-se. Isto é um alto curso para GAJA Desmiolada.

 

            Rapariga, se tens entre 23 e 38 anos, e queres ser alguém bué de fixe na vida, segue o curso via televisão: como te transformares numa GAJA (moderna?), devorando a série O Sexo e a Cidade.

 

publicado por antiego às 10:50
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
2 comentários:
De Paula a 30 de Dezembro de 2008 às 16:24
Estou num dia completamente improdutivo no trabalho... Por mero acaso vim parar a este blog, mas gostaria de deixar uma nota:
Dificilmente uma pessoa inteligente (mulher ou homem...) é levada por uma série dessas.
Acho, muito sinceramente, que revela uma mentalidade extremamente machista (ou anti-feminista), pois a única preocupação que transparece da série é o sexo e a imagem (sedutora) para agradar aos homens (na maioria das vezes retratados como falhados ou com falhas). É de um tal desprezo pela realização emocional, profissional, familiar, de entretenimento (inteligente) que até arrepia.
Quando somos muito e muito mais que apenas sexo... na cidade ou não.
De antiego a 30 de Dezembro de 2008 às 19:20
Mas Paula, a série parece bastante feminista, tipo: mulheres ao poder, e é como um icon para as mulheres.

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds