"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

. Crise e Poupança

.arquivos

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

Hold Me

            Sou da opinião que não há sinónimos. No outro dia perguntaram qual a diferença entre um xuto e um pontapé. Eu parei um bocado e disse:

- Um xuto pode ser dado com uma agulha.

            Do mesmo modo pode-se traduzir uma palavra de uma lingua para outra, mas elas não sou sinónimos. É tão licito traduzir o nome John para João, como traduzir lovely para amoroso.

            Uma vez editei um post sobre a poesia da lingua inglesa, o que muito irou um português tacanho. Dizia eu que nós temos a saudade, mas os ingleses têm essa belissima palavra que é Home. Mas há muitas mais coisas belas na lingua inglesa. Belas expressões que os nossos tradutores têm muita dificuldade em lidar com elas, e que dão azo a grandes demonstrações de incompetência. Meu deus, há traduções que são um autêntico atentado ao autor.

            Ontem chamou-me à atenção a palavra Hold me, num filme. O tradutor português não soube o que fazer com ela. Acho que até a ignorou. Não é das mais dificeis. Hold me é muito mais que um abraça-me. Hold me é uma coisa de uma extrema ternura. Como é que eu taduziria esta palavra?

 

            Deita-me no teu colo como se eu fosse um bébé (protege-me, trata de mim).

 

            Não é à toa que os anglofonos usam muito a expressão baby, na qual se associa bastante o carinho romãntico ao carinho maternal, ao carinho dado aos bébés e crianças.

 

            A definição que tenho mais presente da expressão Hold me, está descrita numa bela canção que reza assim:

 

'Til I Gain Control Again

( Emmylou Harris )

Just like the sun over the mountain top
You know I'll always come again
You know I love to spend my morning times
Like sunlight dancing on your skin

What you see is what I've been
There is nothing I could hide from you
You see me better than I can
Out on the roads that lies before me now
There are some turns where I will spin
I only hope that you can hold me now
'Til I can gain control again

Like a lighthouse you must stand alone
And mark a sailor's journey's end
Nno matter what seas I have been sailing on
I'll always row this way again

Out on the roads that lie before me now
There are some turns where I will spin
I only hope that you can hold me now
'til I can gain control again

I only hope that you can hold me now

 

publicado por antiego às 15:21
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
3 comentários:
De Anónimo a 20 de Janeiro de 2009 às 18:47
http://www.youtube.com/watch?v=Q0ZBaZoBCaA&feature=related
De Ella a 28 de Novembro de 2009 às 18:33
Percebo bem o que queres dizer com isso.
Há livros que me fascinam tanto que, embora não domine muito bem o inglês, prefiro lê-los na versão original.
Já me dei ao trabalho de, num certo livro, comparar a tradução com o original e deparei-me com algumas partes que arranhavam ao passar.
Mas quem sou eu...
Já no caso dos filmes os exemplos de má tradução são gritantes.

A letra (da música) é lindíssima.
De antiego a 29 de Novembro de 2009 às 00:29
Tira a musica da net. Vale a pena.

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds