"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

Casamento e Adulterio

            Vi 3 episódios de um documentário sobre o sexo ao longo da história. Fiquei na idade média.

            Realmente, quem veio foder esta cena toda foi a relegião cristã. Em todas as outras épocas para trás e civilizações, o sexo é visto de uma maneira natural e aberta. Desde os Sumérios, Gregos, Rromanos, Maias, Aztecas, e ainda mais nas civilizações asiáticas onde o sexo era engrandecido, espiritualizado. O que se terá passado na cabeça dos cristãos para pecaminizar e conspurcar o sexo? Onde está a génese destas ideias sobre o sexo? Na própria biblia? Até havia civilizações que não tinham o conceito de virgindade.

            Não bastava decretarem que sexo só para fins procriativos, como ainda houve um triste a determinar que só uma posição era permitida: a do missionário. Eu, se fosse inquisidor, e apanhasse uma mulher em cima de um homem, pegava-os assim mesmo, nessa posição, tal qual estavam, e punha-os a arder numa praça pública, para servirem de exemplo.

            Esta é a grande diferença entre a civilização cristã e todas as outras.

 

            Mas há um grande ponto em comum entre todas as civilizações proeminentes, ao longo da história, no campo sexual: a existência do casamento e a punição severa e cruel do adultério.

            Mesmo nas civilizações mais abertas, tolerantes e pró-sexo, a traição é um crime púnivel, na maior parte das vezes com a pena de morte. Porque será? E em muitas civilizações, a familia é das coisas mais importantes. Mesmo na Roma antiga, havia incentivos à natalidade.

            Meu deus, porque será esta grande intolerãncia do pessoal a uma facadazinha no casamento? Meus amigos, porque a traição é uma coisa muitissimo feia, mais feia que a inveja. Quando duas pessoas se casam, comprometem-se uma com a outra. Idealmente casariamos com a nossa alma gémea, por amor. Na impossibilidade da situação ideal, no minimo será a nossa companhia afectiva. a quem devemos respeito, afecto, amizade e cordialidade. Terá que ser a pessoa que ajudamos, sobretudo na doença e nos maus tempos. Será a pessoa de quem gostamos. Essa pessoa nos pertence, e nós pertencemos a essa pessoa. Nós confiamos nela, ela confia em nós.

            O pior que pode acontecer na amizade é falta de lealdade.

            Criou-se o conceito de relação aberta. Se um casal decidir ter um casamento aberto: tu namoriscas com quem quiseres e eu também, ok, pode-se até dizer que não há traição, as regras do jogo foram explicadas. Não acredito que, embora este conceito esteja na moda, o pessoal enverede muito por ele. E se enveredar parece-me mais garganta que outra coisa. Quem realmente fica indiferente ou tolera o seu companheiro ter tido sexo com outra pessoa?

            Há ainda os mais avançados que dizem que ao casar, comprometem-se afectivamente, mas alto! Não sexualmente. Se tiverem sexo com outra pessoa, é só sexo, não significa nada.

- Continuo a amar-te, aquilo foi só sexo.

 

            Há uns aversos ao casamento que acabam por casar. E o casamento significa: se eu morrer deixo os meus bens a esta pessoa.

            Há outros anti-casamento que são aqueles que não se cansam de dizer que nunca casarão e terão filhos. É um choradinho evidente. Toda a gente sabe que são os mais mortinhos por casarem.

           

 

 

publicado por antiego às 15:32
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
5 comentários:
De Isa_ a 16 de Fevereiro de 2009 às 16:12
mais uma vez, o casamento n passa de um sonho bonito em q 2 pessoas fazem de conta q ela é a princesa e ele o principe e mai nada... no adulterio o sonho é destruido e torna-se pesadelo... pq? pq as pessoas qd se casam acreditam mesmo naquele teatro todo, acreditam q um teatro tem consistencia e, como tal, vai resultar... mas uma encenaçao n tem consistencia nenhuma, por isso tb n resulta.. há um sutra q eu li: todas as estruturas sao instaveis... o casamento é só mais uma... a nossa adorada "sociedade" é feita de estruturas, frageis como castelos de areia, desmoronam-se ao minimo toque... eu cá n caso, mto menos c uma alma-gemea... e tou a falar bem a sério...
De Maaf a 17 de Fevereiro de 2009 às 10:18
Tens aqui um tema que dá pano para mangas!!!
Sabes? Fui criada como catolica ou cristã ou wherever, mas quando comecei a crercer, tornei-me um pouco crente de varias religioes que não a minha!
Como podem os padres proibir o uso de preservativo???? Ou a pilula???? Está bem, Jesus disse: "Crescei e multipicai-vos!" Mas certamente que nas entrelinhas ele não disse: "Não façam sexo sexo a não ser para conceber uma criança. Mulher em baixo, homem em cima!"

Acredito num Deus que nos quer felizes e satisfeitos, foi por isso que nos deu o desejo!!

Quanto às relações abertas, respeito quem o faça, mas eu não conseguia! Há coisas que não se partilham...
Conheço quem o faça e sinceramente (sem querer parecer puritana) acho nojento!!!

Mas como digo, isto dá pano para mangas!
De antiego a 17 de Fevereiro de 2009 às 11:19
Quem quiser ter relações abertas que o tenha. O que eu não acredito é que se deiam tão bem como esperam ou dizem.
De Maaf a 17 de Fevereiro de 2009 às 12:09
Acredito no ditado que diz "Não há ciume sem amor, nem amor sem ciume!"

Não me venham dizer que não se importam que o companheiro/a tenha relações com outra pessoa?!?!?!

Acho que até de pois de um divorcio a pessoa fica um bocado triste / magoado / ressentido por saber que o outro já anda aos pulinhos na cama de outra/o...

Fará em casados!?!?! Chegam a casa e perguntam "Então qual foi a posição que fizes-te hoje?"

Não... não acredito nessas relações!
De antiego a 17 de Fevereiro de 2009 às 15:21
lol, clap clap clap. Estiveste muito bem agora, Maaf.

Ainda antes de ontem estava a dar o filme Emanuelle, e o gajo perguntava-lhe o que ela tinha feito.
- Ah, fui com três homens.

Em ele a delirar com o relato dela. È um casal muito à frente.

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds