"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

. Crise e Poupança

.arquivos

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Terça-feira, 3 de Março de 2009

Ninguém Ouve Ninguém

            Cada um de nós vive no seu mundinho, com os seus preconceitos, ideias feitas e convicções. As nossas certezas em forma de sabedoria fazem parte da nossa personalidade e através delas nos afirmamos.

            Analisar e estar aberto a novas ideias dá um trabalho do camandro. As nossas catalogações, preconceitos,  e esquemas de raciocinio facilitam-nos bastante a vida. Não temos tempo nem paciência para andar a reformular a informação do nosso disco duro. Quem lê o contracto de um seguro de vida? Apresentam-nos uma apólice com 6 páginas e nós pedimos para resumir e acreditamos no vendedor. Vivemos a 200 á hora.

            Da mesma maneira nós actuamos quando conversamos com alguém. Graças à nossa capacidade de prever o futuro, mal a pessoa abre a boca e diz duas palavras, nós já sabemos o que a pessoa vai dizer nas próximas duas horas. Poupa-nos trabalho e paciência. Isto de ouvir é extremamente cansativo e enfadonho. Quem já não foi interrompido quando proferiu duas palavras? Isto porque a pessoa que ouve presumiu logo o que iriamos dizer e antecipou-se inteligentemente, adiantando a conversa, dizendo aquilo que ela pensa que seria o mais válido.

 

            Nós sabemos tanto e tanto e estamos tão batidos nesta vida, que já sabemos o que o nosso interlocutor vai dizer. Ainda era um poupanço maior de tempo dizermos:

- Eu já sei o que vais dizer…

- Ok, tu vais dizer que blá blá, e eu vou responder…

            Nunca a humanidade foi tão sábia. Todos nós conhecemos quase perfeitamente a alma humana e ainda mais as pessoas com quem lidamos diariamente. E não é gira esta ideia romanticamente? Ela nem precisa de falar que eu já sei o que lhe vai na alma.

            O homem tem a capacidade de sistematizar as suas acções. Um vendedor de apartamentos atende 8 clientes por dia. Cria o seu cliente tipico. A certa altura o cliente nem precisa de falar, que ele já sabe o que cliente pensa.

 

            Com este poder extra-sensorial de telepatia que adquirimos, para quê ouvir?

 

            Nós sabemos que estamos é interessados naquilo que temos para dizer. E pronto, lá temos que aturar o tempo de antena do nosso interlocutor. Ok, eu agora deixo-te falar, palra lá para aí, que já estou aqui a engendrar as minhas rajadas.

            Toleramos a conversa do outro para termos a oportundidade de escarrapachar a nossa sabedoria, os nossos pensamentos, as nossas coisas.

 

            Há a expressão “diálogo de surdos”. Pois bem, isso é mais uma regra que outra coisa qualquer.

            Em próximos artigos, projecto relatar alguns diálogos completamente surreais que já tive a ocasião em participar, ou ser vitima de. São daqueles diálogos que atentaram seriamente à minha sanidade mental.

            O que eu quero deixar vincado é que nós temos a nossa cabeça já feita. E ainda que nos provem que determinada crença nossa é falsa, não há maneira de a tirar. Na altura, até podemos concordar, mas no dia seguinte acordamos outra vez com o velho vicio da nossa anterior sabedoria. As coisa estão bem gravadas na nossa moina.

 

            Isto é assunto para um livro inteiro, de maneira que tive de o encurtar bastante. Não queria deixar de gravar aqui 2 convicções minhas:

 

- Quem muito fala bacurada há-de dizer.

- Quem muito fala, seja a pessoa mais interessante do mundo e possua o dom da palavra, acaba por cansar.

 

            Amigo, se é uma pessoa sábia, se não tem muito para aprender, se não está muito virado para ouvir pessoas a falar e se por sua vez, fala muito e quer transmitir a sua sabedoria, faça como eu: crie um blog.

publicado por antiego às 14:59
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
1 comentário:
De Maaf a 5 de Março de 2009 às 15:34
Boa!!!

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds