"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009

Creche da Santa Casa da Mesericórdia

            Não me posso queixar de nunca ter tido sorte com a Santa Casa da Mesericórdia. Pois saiu-me a sorte grande ao aceitarem os meus gémeos numa das suas creches. Não sei como são as outras creches da Santa Casa, é prováel que esta possa ser um caso especial e que sejam mais as pessoas que a façam.

            Não consigo imaginar que exista melhor creche do que esta. Todas as funcionárias, da directora à empregada de limpeza, adoram crianças. A creche rege-se por um método de ensino e uma filosofia forte. Nada parece ser deixado ao acaso,  e claro, têm máximo cuidado com a higiéne.

 

            Grande parte das creches são apenas armazéns de crianças. Os pais despejam os seus filhos por lá. Quanto mais tempo melhor, assim se fôr das 7 da manhã às 8 da noite, tanto melhor. As creches têm consciência disso e falam contra o despejo, desintencivam-no, defendendo a crianças, mas fica a ideia que querem é menos trabalho, tal como os pais. A mim me parece que, pura e simplesmente tomam conta das crianças e até nesta simples tarefa, quem sabe com quantos olhos. Depois, para inglês ver, fazem umas reuniõezinhas e uns relatórios que são uma palhaçada.

 

            Este ninho da Santa Casa mais que uma creche de crianças é uma creche da Familia. Elas estão atentas a todos os aspectos que dizem respeito à criança. Acompanham a criança e os pais da criança. Se notam que os pais andam com problemas, têm a iniciativa de lhes dar apoio. Por exemplo, se a mãe solteira inscreve o seu filho, a creche quer logo conhecer o pai e insiste em que ele apareça. Elas querem ver o pai.

            Isto não é uma profissão, é trabalho de missionário. As nossas crianças passam a ser delas também. Elas “adoptam” as nossas crianças e passam-lhes a chamar suas também. Isto é diferença entre uma creche que não é orientada ao lucro e uma que é. Isto é a diferença entre quem adora o seu trabalho e luta por uma causa, e quem apenas quer o seu salário ao fim do mês.

            Como é uma missão (na terra, como quem rema contra a maré) e sem fins lucrativos, mais depressa escolhem crianças problemáticas, muitas vezes com pais com parcos rendimentos familiares, do que crianças de familias sem problemas económicos ou sociais.

 

            De referir ainda que o espaço é óptimo, tendo um quintal enorme cá fora, com um belo jardim para brincarem. A mensalidade é calculada segundo a capitação (rendimento da familia menos as despesas, calculado sobre o nº de elemento do agregado familiar).

 

            Recordo-me de um dia ter visitado uma creche, em Benfica (a Academia do Miúdos, ou coisa que o valha), no ano de 2003. A gaja pedia mais de 400 euros e aconselhava a fazerem a inscrição o quanto antes, pagando meses não usufruídos, sob pena de perder a vaga. E diz ela qualquer coisa do género: o dinheiro não conta quando se trata do bem estar dos nossos tesouros.

 

            Não vi nada que me entusiasmasse nessa creche de topo de gama, dos 450 euros por mês (ou coisa assim). O pessoal (o que mais importa) não me pareceu iluminado, as instalações eram jeitosinhas, o espaço cá fora, de recreio, era um atrofiamento. E em termos de método de educação, conduta, enfim, filosofia, não me lembro de nada. Só me lembro da gaja que nos atendeu, ter um toque inteligente de marketting – estava muito bem vestida, tipo um vestida de gaja atrás de um balcão de loja de luxo, mostrando um decote. Sim senhor, até podes não cativar as mães desfazendo-te em sorrisos, mas os pais são aqueles que, normalmente, têm mais poder de compra. Boa, minha.

publicado por antiego às 21:28
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
2 comentários:
De Anónimo a 17 de Janeiro de 2014 às 23:46
Faz-me lembrar aquele que olha para um Mercedes e diz que nunca compraria aquele carro, porque é muito grande, gasta muito mais que o seu Fiat, as manutenções são caríssimas, as cores disponíveis são horríveis, os estofos em pele pegam-se ao corpo...Só desculpas!!!
O que não tem é capacidade financeira para ter o melhor e proporcionar o melhor à família!
Tudo o resto são balelas.
De antiego a 19 de Janeiro de 2014 às 23:22
o Senhor tem piada. È a teoria da inveja.

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds