"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

Excesso de Liberdade

            O conhecimento é uma coisa curiosa. Algumas coisas nós sabemos “directamente” por comprovada experiência própria:

- Eu sei que Londres existe porque eu estive lá.

            Outras coisas porque nos ensinaram, é do conhecimento colectivo, um dado que está presente, como facto, em tudo o que fala sobre o assunto:

- Paris existe porque está presente em toda a forma de conhecimento que vemos e, de facto, conheço pessoas que já me testemunharam que estiveram lá.

            Há ainda um conhecimento que é inferido. Lemos nos sinais, deduzimos que assim seja. Não é tão inquestionável como os outros dois.

 

            Há anos que tenho ouvido dizer, por muita gente, que na madeira vive-se uma espécide ditadura mascarada de Democracia. Não vi evidência nenhuma disso. Nunca estive lá e os poucos madeirenses que eu conheci adoravam o Alberto Jardim. Eu não poderia sair aí, feito gajo que emprenha pelos ouvidos, com o discurso de que na Madeira era é uma pouca vergonha, um atentado à Democracia.

 

            Mas as coisas mudaram ontem. Vi a cena de pancadaria ocorrida na Madeira, nesta época de eleições autárquicas. Vi as cenas não muito atento. Nem sei hoje, ao certo, quem bateu em quem. O que eu achei horripilante foi ter ouvido um Juíz, falar que esses desordeiros que se queixam da falta de democracia na Madeira, gozaram foi de excesso de liberdade.

            Excesso de Liberdade é coisa que não existe, vai contra o conceito de liberdade. Para mim o conceito de liberdade é uma coisa tão simples e pura que sempre embirrei com aquele cliché idiota: “A minha liberdade acaba onde começa a dos outros”. Isto não existe. O que se que se quer dizer com esta frase é que o respeito também existe e ele não deve ser confundido com a liberdade.

            Esta história de excesso de liberdade é claramente um discruso fascista, uma ideia da politica de ditadura.

 

            E ver que na politica portuguesa há imbecis destes a falar faz-me crêr noutro conhecimento colectivo: A politica é uma teia de compadrios onde montes de mediocres chegam a cargos de importãncia.

 

            Excesso de liberdade? Não é possivel alguém falar assim.

 

            Ainda tempo para dizer que os Gato Fedorento esmiuça os sufrágios, mais este imbecil, foram muito mais convicentes em fazer-me acreditar, finalmente, que na Madeira reina uma ditadura abominável.

 

publicado por antiego às 21:12
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds