"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Casamento é Procriação

            Há uns passarecos na Austrália que casam. Passareco meets passareca, gostam um do outro e vivem lado a lado, nos ramos das árvores, até serem velhinhos. Nem parece haver outro tipo de convivio, quanto mais infedilidades.

            Todo o resto do mundo animal parece ser um grande bacanal. Fode-se a torto e a direito, com quem está à mão, e a vida propaga-se eternamente.

 

            O homem, geneticamente, será como todo o mundo ou será que faz parte daquela excepção que são aquelas aves da Austrália? Será que os Austrolopitecos tinham tendência para se casarem? Quando é que os humanos começaram a se casar? Decerto que devem haver estudos sobre isto.

 

            Não creio que o humano se case para garantir a sobrevivência da espécie. Para isso bastava sermos aquele gajo que era conhecido numa creche como o sementes, que andava a engravidar as mães da zona e depois cagava para tudo, inclusive para os filhos, levando uma vida airada.

 

            Se há algo de animalesco em nos casarmos, se há uma razão primordial subconsciente que nos leva à compulsão de casar, isso será o medo da solidão. Ou seja, a da nossa própria sobrevivência, em primeirissimo lugar.

 

            A igreja, na questão do casamento homossexual, demonstra que é intelectualmente paupérrima. Têm os seus dogmas e pronto, constroiem o mundo a partir daí, e não admitem que essas verdades sejam questionadas. Geralmente, quem as questiona é mais elevado intelectualmente e não se arroga de ser dono da verdade. À arrogãncia da igreja, responde a humildade de uma mente mais aberta. Provavelmente, os padrecos não vendo arrogãncia do outro lado, tomam isso como fraqueza – os gajos não estão tão certos do que dizem, logo nós temos a verdade e os valores morais.

 

            Parece-me claro que a razão nobre do casamento é o amor. As pessoas juntam-se porque se amam tanto que querem viver juntas até morrer . Os filhos serão um produto natural do seu amor.

            Aliás, até no casamento católico, nos seus votos, não me lembro de ouvir uma referência sobre os futuros filhos do casal. O que oiço é um discurso belissmo, centrado em como deve ser a vida a dois. Mormente na minha frase favorita “na saúde e na doença”.

 

            Hoje em dia, quantos casais heterossexuais não têm filhos, por opção? E não fará sentido o casamento deles?

            Os filhos são uma consequência do casamento e não o seu fim.

 

            O principal argumento contra o casamento homossexual de que ele não vai procriar, é da mais incrivel estupidez.

            A tua vida fará sentido na terra e será bem justificada bastando para isso fazeres uma pessoa feliz nesta existência. Naturalmente a prioridade será aquela pessoa com quem casaste, se tiveres filhos, será a pessoa com quem casaste mais os teus filhos.

  

            Vejo cristo como o grande profeta do amor na terra. Naturalmente espero que as religiões cristãs sejam os maiores promotores do amor entre os homens. Ou seja, espero que o valor mais promovido e defendido pelas religião cristã seja o amor (The only engine of survival segundo Leonard Cohen, um judeu).

            Segundo a igreja actual o principal valor nesta vida parece ser a procriação.

 

            Ama o próximo excepto se for do mesmo sexo.

 

publicado por antiego às 11:46
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
21 comentários:
De tou anónima, não me chamo helena a 28 de Outubro de 2009 às 23:01
Concordo com o "Segundo a igreja actual o principal valor nesta vida parece ser a procriação"

Primeiro a procriação, depois o casamento.

Seguindo esta ordem de ideias os homossexuais, mesmo em falha com o primeiro, querem pelo menos cumprir com o segundo.

O Clero renega ambos os valores...
De cozinhaki a 29 de Outubro de 2009 às 14:25
bom post parabens beijinhos e abracos cozinhaki
De Flor de Jasmim a 29 de Outubro de 2009 às 15:03
www.jovemparasempre.pt.vu
De antiego a 29 de Outubro de 2009 às 15:10
Olá chico-esperto.
De poio humano a 29 de Outubro de 2009 às 16:00
Parabéns pelo blog. Muito bom.
De antiego a 29 de Outubro de 2009 às 16:20
Obrigado. Faz-se o que se pode.
De Ruy A... a 29 de Outubro de 2009 às 17:01
Excelente texto.
:)
De antiego a 29 de Outubro de 2009 às 22:22
Excelente elogio :-) Obrigado
De dolores a 29 de Outubro de 2009 às 22:05
Este post permitiu-me dar a primeira grande gargalhada do dia, que se veio a confirmar não estar sozinha - felizmente.
Adorei e partilho a opinião.
Esta coisa da dualidade de critérios praticada pelos que se dizem justos e defensores dos mais altos valores morais, é de uma hipocrisia a toda a prova.
Se não fosse a sério, dava para rir.
Mas eu, loura como sou, ri-me com vontade e não tenho dores de consciência por isso.
Obrigada pela boa disposição e pela tirada inteligente.
Bem haja.
De antiego a 29 de Outubro de 2009 às 22:24
Obrigada pelo mimo. Já escrevi mais sobre o assunto mas vou deixar estar este post. Depois publico os outros.
De tou anónima, não me chamo helena a 29 de Outubro de 2009 às 22:16
Ena! Isto hoje está uma casa cheia!
De antiego a 29 de Outubro de 2009 às 22:26
É Verdade!

O blog está em destaque na sapo (pela segunda vez)

Mas eu não esqueço quem me deu valor e força e me fez companhia quando eu era um pobre zé-ninguém, chuif. N~<<o te trocava por 50 da minha nova audiência. :*
De Dolores a 29 de Outubro de 2009 às 22:38
Não resisti a deixar mais um comentário. :)
Na verdade hoje foi a minha primeira visita, precisamente por ter visto o destaque na sapo.
Contudo, desculpo-me pela ignorância típica dos que não sabem porque ainda não viram, e acrescento que, como adorei o primeiro post que li, tenho estado a ler todos os que estão para trás. (Eu avisei que sou loura.?)
Conclusão: a minha noite está a ser bem animada.
rsrsrsrsrsrsrsrs
Pretendo voltar a visitar o blog.
De antiego a 29 de Outubro de 2009 às 22:44
È benvinda. Qualquer um gosta de atenção e ser lido.
Este Blog já tem mais de 2 anos.
De tou anónima, não me chamo helena a 29 de Outubro de 2009 às 23:17
Obrigada! Agora não me cabe uma ervilha no cú!

(espero que este comentário não tire o blog do destaque do sapo)
De tresgues a 30 de Outubro de 2009 às 10:44
Parabéns pelo destaque, pelo que escreve, pela maneira como o faz, pelo template (prova provada que "não é tudo na vida" para que se mantenha um BOM BLOG... já há uns tempitos!)
De antiego a 30 de Outubro de 2009 às 11:18
Obrigado. Pelos vistos já visitou este blog antes do destaque.

Realmente não me interessa ter o blog bonitinho e mais grave é os erros que dou na escrita. Mas não ganho dinheiro com isto.
Arreliante é eu ver muitos blogs com umas cores e grafismos que até dói, fisicamente, ler. Não consigo ler mesmo, passo à frente.
Importante é o conteúdo e que não tenho ruído (neste caso, visual)
De tresgues a 31 de Outubro de 2009 às 01:39
Não. Puro engano. Por acaso não. Visitei-o apenas pelo destaque e porque li o bastante (bastante!) cheguei à conclusão que não gostava de o "perder", como já me aconteceu com outros, que também conheci através dos destaques. E foi só!
Continuação de bom trabalho (de voluntariado) não renumerado. ;)
De antiego a 31 de Outubro de 2009 às 19:04
LOL; não me arrogo como alguns bloggers de andar a fazer serviço publico a iluminar as pessoas.
Para não perder uma pagina basa adiciona-la aos favoritos
.
Bem haja
De Umbelina a 30 de Outubro de 2009 às 17:49
O meu respeito por Natália Correia que disse:

Já que o coito diz Morgado
tem como fim cristalino,
preciso e imaculado
fazer menino ou menina
e cada vez que o varão
sexual petisco manduca,
temos na procriação
prova de que houve truca truca,
sendo só pai de um rebento,
lógica é a conclusão
de que o viril instrumento
só usou parca ração! uma vez.
E se a função faz o órgão diz o ditado
consumado essa excepção,
ficou capado o Morgado.

(1982 na Assembleia da República)

De antiego a 30 de Outubro de 2009 às 21:25
LOL, uma excelente sátira ao sexo só para a procriação.

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds