"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

. Crise e Poupança

.arquivos

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

Homens com Potencial

            Já disse no artigo anterior, nada enternece mais um homem que uma mulher desafortunada a quem pode melhorar a vida.

            É o instinto paternal do homem. Esse sentimento caridoso de proteger, cuidar e dar uma vida feliz a uma pobre mulher:

- Come to pappy.

            Mas se há coisa mais feia é a ingratidão. Gostamos de ajudar mas no minimo mostrem gratidão.

 

            E do lado feminino? Gostava de ver uma mulher pegar num trolha das obras e fazer dele um gajo civilizado. Mas não, népia de nobreza e amor pelo próximo. A coisa mais perto que eu vi disso foi na longinqua telenovela brasileira Vereda Tropical.

            Segundo estatisticas os homens não se importariam de casar com mulheres com menos habilitações literárias, as mulheres já vêm um problema nisso. Qual é !! Além de belos temos que ter formação também? E o que têm para oferecer em troca? Ah, vale mais. Ok, são as leis do mercado da procura.

 

            Fora de brincadeiras, há um equivalente no lado feminino. É da trintona ou quarentona que pega num jovem para fazer dele um homem. È o instinto maternal. E já ouvi queixas de mulheres desgostosas por terem pegado num pirralho, terem-lhe dado tudo, terem feito dele um homem, para ele depois se mandar com a primeira serigaita mais nova que encontraram. Uma mulher faz um homem, prepara-o para a vida, e outra fica com o trabalho dele. Algumas até dizem que não compreendem. É simples: a mais nova era mais boa e gira. E aliás, o mais provável é que ela tenha andado com a cota só por interesse sexual.

            Isto faz-me lembrar de outra história, de duas irmãs. Contava a irmã que nos tempos de liceu ela investia muito nos rapazes, puxava conversa, tomava iniciativa, era muito pró-activa. E quando ía a ver, a irmã, feita mosca-morta, ficava com os rapazes. E não percebia bem porquê. Olhando para as duas, percebia-se logo porquê.

            Os rapazes estão convencidos que a lábia é a principal arma para o engate das gajas. E os que têm sucesso gabam-se de terem grande lábia, sinal de inteligência prática. Não percam muito tempo a cismar, não é uma questão de lábia, é mesmo uma questão de cara e corpo. O destino já está traçado.

 

            Vá lá criticarmos as bonitaças e bonitaços convencidos. Quando estamos em cima, toda a gente gosta de estar connosco, quando estamos em baixo, não há paciência. Todos temos altos e baixos, mas uma cara bonita está sempre lá, imutável. Também enternece muito um homem ver uma mulher deprimida. Dá vontade de a pôr em cima.

 

            O equivalente da mulher que faz o homem, é, e desta vez este é um caso genuinamente elevado, da mulher que se interessa por um homem pela qual a maior parte das mulheres não se interessa. É aquela que vê mais além. È aquela que vê para lá do aspecto e até modos. É aquela que não vai em modas. A Verdadeira.

            É a tal que é especial porque tem o dom de tornar os outros especiais. È aquela que beija o sapo e ele se transforma em principe.

 

            Num caso extremo teriamos o homem das obras, mal vestido, até pouco asseado, com modos um pouco rudes. A nossa incauta mulher conversa com ele e vê algo que a desperta. O que ela vê podem ser coisas como sensibilidade, autenticidade, fofura, sentido de humor e simplicidade.

            Vai limá-lo, vesti-lo melhor, dar-lhe food for thought. Possivelmente mais tarde, ele já reluz e as comuns das mortais até reparem um pouco nele. Outra poderão se questionar: “O que é que ela viu nele?”.

 

 

publicado por antiego às 00:41
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
38 comentários:
De tresgues a 4 de Novembro de 2009 às 10:12
Já chorei a rir!
Gosto de começar assim o dia!
De Dolores a 4 de Novembro de 2009 às 13:26
Exactamente o que eu fiquei a pensar depois de ler esta pérola.

Recomendo vivamente.
É de usar e abusar, que é como quem diz ler e reler.
E rir. Muito.
Nada melhor do que começar a manhã com boa disposição.

Tem alguns que não sei o que me agrada mais, se o post em si ou os comentários que o seguem.
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 20:11
Pérola, isto !!! Já escrevi muito melhor...

Obrigado, é um mimo e tanto.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 22:47
lllloooolllll
Sim, tens outros muito bons.

Mas este é daqueles que se pode ler no horário nobre. Não tem um unico palavrão nem ofende alentejanos de Samarra.

É um post à Raul solnado, engraçado e politicamente correcto.
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 20:13
Há poucas coisas mais gratificantes do que fazer rir as outras pessoas. Que o consiga fazer toda a vida. Fico à espera de os filhos crescerem, para eles, agora, é mais à base da palhaçada.
De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 17:35
Essa coisa dos homens terem que ser belos e formação académica é uma treta, embora tenha um certo fundamento.
Contradição?
Vejamos.

Para mim - mulher - os homens podem ser avaliados em duas vertentes: Fisica e psicologicamente.

Aspecto físico
Quer se queira quer não, importa.
É a primeira impressão, a primeira imagem que fica.
Ou agrada ou não agrada.
Se agrada, olhamos melhor.
Se não agrada passamos ao lado.
A menos que...

Aspecto Psicológico
É quando começamos a conhecer o verdadeiro homem, isto é, o seu interior.
A forma como pensa; como reage.
A forma como ri e, principalmente, a forma como nos faz rir, a nós mulheres.
Como se sente e faz sentir.
Mais uma vez, ou agrada ou não agrada.
Se não agrada é despachado mais ou menos rápido.
Se agrada a última coisa em que se pensa é despachá-lo.

Concluindo:
Se fisicamente agradar e psicologicamente também é ouro sobre azul.
Se fisicamente não agradar mas psicologicamente for mesmo bom, não se deixa fugir.
Agora, se for bom fisicamente mas psicologicamente for mau, deixa-se ir prás urtigas e nunca mais se pensa nisso.

Portanto quando a formação académica significa inteligência, uma boa formação moral e integridade é claro que é de ter em conta.
Mas, também é verdade, que existem uns quantos sem formação académica mas muito bem formados mentalmente.
Acho que foi por causa disto que inventaram os ditados:
Nunca digas desta água não beberei.
Nem tudo o que reluz é ouro.
Não avalies sem conhecer.

(Este último é caseiro.)
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 20:10
"Se fisicamente não agradar mas psicologicamente for mesmo bom" - quer dizer: se fores feio, tens que ser muito bom psicologicamente para compensar a tua fealdade, lol

Quanto à formação, eu, gajo de ciencias, pensa estatisticamente: uma pessoa com formação académica é provável ser mais interessante que uma sem.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 20:57
Soas muito mal mas é verdade, se for muito feio terá de compensar psicológicamente.
Como também é verdade a parte de se for muito bonito e mau psicologicamente ser carta fora do baralho.

Tem de se ter alguma coisa, não? Dá-nos o mérito de quer numa opção quer na outra colocar-mos sempre o aspecto psicológico em vantagem!

A pessoas com formação académica ser mais interessante é discutivel.
É obvio que um trolha que só me fale de bola, formula 1 e cofragens é um alvo a abater. Mas não é por ser trolha, é por ser mesmo pouco estimulante.

Um Engenheiro, mestre na matemática, cheio de cultura decorada dos livros ou ideias herdadas por as ouvir nos circulos mais elevados em que se movimenta, com uma linguagem cuidada, mas incapaz de ver além disso não é muito melhor que o trolha. Acaba por ser pior, a meu ver, porque pelo menos o outro tem a autenticidade,

Penso que será, sim, a pessoa com interesses, com inteligencia, ideias próprias, capacidade de as argumentar, integridade, personalidade e caracter. E isso não se aprende na escola nem há licenciatura para tal.....
De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 21:18
Já agora, sabes onde é que se podem encontrar homens com essas qualidades todas?
lol
Não me pude dar luxo de exigir tanto.
"Limitei-me" a escolher um que possuisse as qualidades mais importantes e ter paciência para a falta das outras.

(Mas atura-me nos meus momentos "dark side" e isso é uma qualidade importantíssima.)
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 21:30
Muito bem respondido, mais uma vez.

Sim, eu reparei na enfase posta na psique, o que estragou foi o feio ter que ser MUITO BOM, psivologicamente. E se fosse asiim assim? Eu sei que é dificel e nao andamos aqui a pontuar, mas...
1. entre um bonitaço meio esperto e um feioso espertp.
2. bonitaço burro vs feioso meio esperto.

:-)
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 21:35
Essa é dificil.

Acho que precisaria de outros testes de despistagem.

Aquele que me fizesse sentir mais feliz?
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 21:39
Bem, essa pode puxar para a brejeirice.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 21:41
Desta vez era completamente inocente. :) Juro.
Mas efectivamente em ultimo recurso essa poderia ser uma ultima despistagem em caso de empate sistemático.
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 22:33
Seja quem for, esse teste é como que absoluto.
De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 21:48
Esta do fazer mais feliz até pode entrar mas é mesmo à martelada.
É que para ver se um homem faz uma mulher feliz é preciso algum tempo, tipo pelo menos um ano. Não estou a exagerar, acho eu.

Eu escolheria aquele que me fizesse rir mais.
A boa disposição é essencial.
Mas primeiro fazia o teste que fiz com o meu querido maridinho: mostrava o meu pior lado.
Se não desaparecessem os dois, estava o concurso ganho.
:p
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 21:50
Se desaparecessem os dois também estaria ganho.
Já sabias com o que contavas.
Bela triagem.
De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 21:59
Obrigada.

Comigo resultou.
Até agora, pelo menos. lol

Pelo menos ele não me pode dizer que não sabia como eu era.
Assim, tudo o que for melhor, que é mesmo tudo o resto, é garantidamente melhor.
O único problema é a frequência dos meus "ataques" Dark side.
rsrsrsrsrs
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 22:02
Convidaram-me para jantar sexta feira.
Será que essa abordagem resultará logo no primeiro encontro? :)

Pela ordem de ideias do post do antiego, resultará, desde que me dê ao trabalho de estar muito gira.

De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 22:09
Faz primeiro a análise física.
É giro? Atraente? Vale a pena olhar melhor?
Só depois se pode ir ao divã, psiquiatricamente falando, para descortinar a psique o dito cujo.

Se for promissor, então mostrar o lado lunar poderá dar uma judinha.

É claro que isto não se aplica a miúdas extremamente giras e inteligentes.
Essas têm a vida ganha.
Pois.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 22:15
Só tenho apanhado daqueles que mal vêm o lado lunar dão de frosques, nem que tenham sido eles a provocar a tal lua.

E isso só dá garantias à validade desse método de triagem.

Tou sozinha, mas não mal acompanhada.

Aprovado.



De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 22:22
eheheheheheheh

Mas a sorte por vezes sorri.
A minha relação entre namoro e casamento tem já uns anitos que ultrapassam os dedos das mãos.
Não posso dizer que é sempre fácil, mas, pensando bem, ter alguém que aceita os nossos piores defeitos é bestial.
Nos maus momentos penso sempre nisto.
Além de que nos dá uma maior capacidade de tolerância.
Afinal, se ele aceita o meu lado pior, o mínimo que posso fazer é tentar aceitar o dele.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 22:25
Parece-me justo! :P
Qualquer dia é a minha vez de exprimentar!
De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 22:27
Esqueci-me de falar de um elemento fundamental, aquilo a que eu chamo estupidez natural.
Uma boa dose de estupidez natural faz milagres.
É o elemento que nos permite fazer aquelas loucuras que animam a malta.
Boa sorte.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 22:30
Ah, esse eu tenho aos pacotes.

Falta só tropeçar no tal sapo para o transformar em principe.

Ele está por ai algures e se não o procurar vou acabar por o encontrar. ;)
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 22:33
Wise-
De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 21:09
Eu também sou de cências - formadinha pela ilustre FCUP, mais precisamente - pelo que concordo com essa ilação.

Quanto às estatísticas...
Em média cada pessoa possui um testículo e uma glândula mamária relativamente bem desenvolvida, estatísticamente falando, claro.
rsrsrsrsrsrsrs
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 21:23
Esqueceste-te daquela estatistica das 7 mulheres para cada homem....

De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 21:33
Isso é um velho mito e como tal está até agendado para ser desmascarado nesge blog.
Se virem as estatisticas, de facto, nascem mais rapazes que raparigas. Ainda que por diferença de décimas de percentagem.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 21:39
Nascem mais rapazes, sim.
Mas tens de ter em conta aquela coisa do casamento homossexual. Estará a ser tida em conta nas estatisticas?
E acho que aquilo não dava os 7 certinhos, havia sempre uma que ia ter de ser dividida por uns quantos.
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 22:30
Deixa ver. Havendo 10% ed homosexuais que se casm todos, isso dá 9 homens para cada 10 mulheres. Nem era precisas estas contas... ou seja, tens 10% de hipoteses de não te casares.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 22:32
Isso se não for muito esquisita.

Lá vinha mais estatistica....
De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 21:40
Mas também não deixa de ser verdade que a probabilidade - aqui estou a morder a minha língua - de sobrevivência no sexo masculino é menor que no feminino.
A esperança média de vida é maior nas mulheres que nos homens.
Tem a ver com a atracção que os homens têm por "desportos radicias", tipo andar de mota e de carro a 200km/h, entre outras coisas.
Antigamente entrava o factor guerra, mas agora isso já não tem grande relevância. Felizmente.
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 22:32
Nas contas finais há mais mulheres que homens porque elas vivem mais 10 anos que eles. Essa dos 7 mulheres para 1 homem deve ser a partir dos 70 anos.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 22:36
Por falar nisso...4 gajos de leste violaram uma velhota Suiça de 77 anos depois de lhe exigirem a ela e ao marido o codigo dos cartões multibanco.

Hoje debatemos isso. Estamos em crer que há a hipótese de a versão ser outra: A "violação" em troca dos códigos.

É a unica explicação lógica que encontro.
Irra...ao que chegámos.
De Ella a 4 de Novembro de 2009 às 21:34
llllllllllllllllllllllllloooooooooooooollllllllllllllllllllllllllllll

Mas essa é demasiado antiga.
Depois da política de natalidade implantada pela China e Índia, onde há muito mais homens que mulheres, pelas razões que sabemos, a "estatística alterou-se.
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 21:37
Se soubesse onde encontrar UM homem que fosse com essas qualidades todas, achas mesmo que te dizia???????
De antiego a 4 de Novembro de 2009 às 21:36
LOL. È verdade. Mas também já pensei em escrever um post sobre a estatistica. O problema é quando a estatitica é mal feita e pior ainda: mal interpretada (bem, se é mal feita será mal interpretada).

ALiás sobre estatistica há um artigo neste blog que zomba daquele estudo que diz algo como os caranguejos sofrerem mais acidentes que o resto dos signos. Qq coisa como 9% dos acidentes são deste signo. Bolas, mas a média é cerca de 8,3% !
De tou anónima, não me chamo helena a 4 de Novembro de 2009 às 21:43
Ainda bem que essa estatistica não é muito conhecida.
Já estou a ver as mulheres a inventarem dores de cabeça no fim do ultimo trismestre do ano para não darem à luz caranguejos.

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds