"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Sábado, 14 de Novembro de 2009

Os Marcianos não bebem leite

            Cuidado com as Medicinas Alternativas, elas fazem parte do livro “o livro negro dos esquemas e fraudes”, financiado pela Comissão Europeia.

            Eu já caí neste conto do vigário numa casa de produtos naturais. Uma senhora fez-me um exame à Iris e foi incrivel a quantidade de coisas que descobriu sobre a minha saúde. Ela pôs-se a tirar o curos de Homeopatia por uma grande causa – ajudar o marido que tinha problemas de saúde. O mais irónico desta história é que ela dizia algo do género:

- Andam aí pessoas que tiram cursos e enganam as outras receitando-lhe uma enorme quantidade de medicamentos que vendem nas suas lojas. E fazem muito dinheiro assim.

 

            Só mais tarde aprendi a regra número um de como desvendar o grande mentiroso: muitas vezes o grande mentiroso auto-enfia a carapuça ao referir exactamente o que está a fazer. Quando alguém vos disser “eu não estou a mentir”, é de desconfiar. È porque muito provavelmente está a fazer isso mesmo ou então não o estaria a referir sequer como hipótese. É uma maneira de também descobrir vigaristas: “Este negócio é perfeitamente legal” – como diz o livro, se fosse legal não sentiriam necessidade de o afirmar.

 

            A grande ironia é que a senhora fez precisamente o que os vigaristas que ela falava faziam. Foram vinte e tal contos em medicamentos na loja dela, todos indicados pela sua dona, médica.

 

            Lembrei-me de escrever isto depois de ouvir uma história muito engraçada que a minha mulher me contou. Foi a uma massagem chinesa, e eis que a certa altura surge uma espéie de guru, com a cor de pele verde, afirmando com todo o seu saber:

- Você não pode beber leite.

 

            Como é que alguém vai levar a sério um gajo com um aspecto tão doentio que a cor da sua pela é verde, aonselhando a não beber leite?


 

publicado por antiego às 23:57
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
7 comentários:
De tou anónima, não me chamo helena a 15 de Novembro de 2009 às 16:32
Eu tenho um complicador ligado quando toca a essas coisas. Seja com os medicamentos da farmácia ou com os da medicina chamada natural.

Sou daquelas que quando vai aviar uma receita faz uma quantidade de perguntas para saber exactamente para que serve cada um dos medicamentos da lista. Aqueles que acho que não são indispensáveis corto e avio só os outros.
E não me tenho dado mal. Quer eu quer o miudo temos as defesas em alta e raramente precisamos de medicamentos, o organismo dá conta do assunto.

Os naturais, acredito que muitos funcionam. Temos de ter em conta que estão no principio activo de muitos dos que os medicos receitam.

Mas detesto quando me vêm com aquela história de estes não têm quimicos e tal. Claro que têm pelo menos conservantes ou afins. São comprimidos!

E temos estes Extra terrestres de que falas. Que olham para a nossa iris, cabelo ou umbigo e é logo como se nos fizessem uma ecografia global.
É um bocado como aquela coisa do yoga de que falaste antes. A mesma tesão do mijo. Só que esta ainda é mais estimulante. Dá para ganhar dinheiro!

E vai pegando, agora que é moda o espiritualismo, do biológico, do naturalismo e de sentir coisas.

Eu tomo medicamentos quando vejo mesmo que preciso ou quando um exame credivel mo confirma. Nem em médicos de veradde eu confio a cem, ele há bons e maus profissionais em todas as áreas, ou acham que é só naquela em que trabalham?

Mas também sou capaz de ir ali abaixo e apanhar uma mão cheia de malvas (optimo cicatrizante e anti-séptico). Tenho sempre barbas de milho para fazer chá, para infecções urinárias.
Porque já exprimentei e resulta.
De antiego a 15 de Novembro de 2009 às 17:26
Bem, eu sou mais hipocandriaco. Alvo ideal para as medicinas. Quanto a estas e á espiritualidade tenho a dizer que a hipnose foi uma experiencia interessante e a meditação transcental é muito agradável e funciona para adormecer. Mas deve andar por aí muito charlatão nestas areas.
De tou anónima, não me chamo helena a 15 de Novembro de 2009 às 17:35
É como em tudo. Há os crediveis e a esses não ponho em causa a eficácia.

Já tentei a hipnose. não conseguiram, não sei se por falta de capacidades de quem a fez ou se o problema foi mesmo meu como sugeriram.

Disseram que a minha cabeça parecia um servidor a processar a 100 à hora.
Não confirmo nem desminto mas posso dizer que na altura em que me pediram para esvaziar a cabeça de pensamentos passei a pensar: "tenho de não pensar, tenho de não pensar, tenho de não pensar!"

Mas gostava mesmo muito de tentar novamente.

Quanto aos charlatões, não tenhas duvidas. Tenho 3 ou 4 conhecidas que passado meia duzia de meses depois de se virarem para essas áreas como clientes, já se sentiam aptas a atender outros. Não pode dar bom resultado mesmo que a intenção seja a melhor. E é nesse sentido que menciono a tal tesão do mijo.
De antiego a 15 de Novembro de 2009 às 19:20
Essa de esvaziar a cabçea de pensamentos... já devuam saber - é pedirdemais. Há técnicas para isso acontecer até um certo grau. As técnicas de hipnotizador e as da meditação.

Já escrevi aqui sobre a meditação. Demora a entrar no espirito na meditação e acredito que muita gente possa não entrar. O meu profsor podia ter-me explicado melhor algumas coisas. Eu explicaria melhor.

Façam o que fizerem, não o façam se for desconfortável.
De tou anónima, não me chamo helena a 15 de Novembro de 2009 às 20:51
No meu caso terá sido mesmo esse o problema, penso que não foi devidamente explicado ou acompanhado.

Ficaram-se pela tal parte de "esvaziar os pensamentos", o que repetiam incessantemente.

Como, pergunto eu?! Já percebi a ideia. Como se faz isso??

Para mim não será desconfortável fazê-lo, expliquem-me como para eu colaborar! :)

Mas não, chegaram à conclusão de que sou inhipnotizável porque não tenho botão de on e off para o processador.
De antiego a 15 de Novembro de 2009 às 21:22
Palhaçada.

Não se pode exigir a ninguém para esvaziar a mente. Isso é impossivel. Há técnicas que levam à hipnose e à meditação, mas elas e elas têm em conta que é quase impossivel deixar de pensar em alguma coisa.

Normalmente quando medito até estou sempre a pensar, mas estou a pensar noutro estado.

Nas hipnoses que fiz estive sempre à alerta. A intenção não é eu ficar inconsciente. Lembrava-me perfeitamente de tudo. A intenção é induzir um estado ao espirito que eu descrevo como super-relaxante. Tão relaxante que sentia um formigueiro no corpo.
De tou anónima, não me chamo helena a 15 de Novembro de 2009 às 22:14
Tenho de descobrir onde o fazer dessa forma.
Tenho uma imensa vontade de o fazer há bastante tempo.

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds