"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Lei do Ruído 2017

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009

o Gesto é tudo

            Um homem conhece outro e simpatiza com ele. Passam a conviver frequentemente. O homem, indaptado socialmente, vê uma óptima oportunidade de fazer um amigo. Diverte-se com ele. O seu novo amigo vai repetindo, vezes sem conta, coisas do género:

- Arre, o meu prédio está a perder qualidade, já tem inquilinos negros.

- Deviam criar uma ciganalandia, como criaram Israel, e mandar para lá todos os ciganos!

            O homem não faz caso. São desabafos. Um dia, uma pessoa do circulo social do homem conhece o novo amigo dele. Mais tarde comenta-lhe:

- Este gajo é cá um racista de primeira.

            O homem apercebe-se, põe-se a pensar. É inadmissivel ter um amigo que é racista, isso não, não pode passar. E acaba com a amizade.

 

            Uma mulher queixa-se do marido a uma colega. Episódios desastrosos vão sucedendo. Ele estoira o dinheiro em compras supérfluas, é agressivo, não se importa com os filhos, chega tarde a casa, arma discussões. A  colega já conheceu o marido e ele é uma simpatia. Também convencida que aquilo é um exagero, e que toda a gente exagera nas coisas más, a colega confidente adopta uma atitude apaziguadora e de fé. Tudo vai correr bem, são coisas que acontecem, ele há-de melhorar, é preciso acreditar, ele até é boa pessoa, tem defeitos como todos nós.

            Um dia a mulher abre-se mais um bocado e revela:

- O meu marido é alccólico.

            A colega deixa de pôr àgua na fervura.

 

            Há pessoa para quem as palavras têm um peso enorme. Nada como rótulos. A mente posta obcecada nas palavras, as palavras a cegar a mente.

             Há até gente que se eu disser:

- Olha, vou-te dar 50 euros.

            E eu lhes estender uma nota de 100 euros, se lhes perguntarem quanto eu lhes dei, vão responder 50.

 

            Se perguntarem uma indicação e alguém ao apontar, com o braço, para o lado direito disser “vire à esquerda”, para que lado é que vocês vão?

publicado por antiego às 23:10
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
4 comentários:
De Ella a 18 de Dezembro de 2009 às 00:33
Eu confiava no braço e virava para a outra esquerda.
lol
De Ella a 18 de Dezembro de 2009 às 01:12
As palavras têm o peso que nós lhes damos, o qual, infelizmente, é altamente influenciado pela sociedade.
Esta problemática, apresentada no post, é de uma enorme profundidade.
Não é preciso ler Kundera para saber que a significância dos comportamentos e das palavras, tal como a física de Einstein é “relativa”.
Podia aproveita a deixa e fazer uma abordagem ao espaço-tempo criando um paralelismo entre esta teoria e a sociedade. O problema é que ainda aparece um físico qualquer doutorado em psicologia que passará os próximos dias a bater na loura e… não me apetece.
Assim, regressando às palavras, as limitações impostas pela criação de estereótipos sociais, cegam de tal forma as pessoas que, mesmo as mais desviantes a esta praga acabam por, inconscientemente na maioria dos casos e conscientemente nos restantes, ser afectadas e infectadas por elas.
Muitas vezes são preconceitos, outras vezes juízos de valor.
É um mal social, mas nós, enquanto animais racionais, seja lá o que isso for, vivemos em sociedade, temos necessidade de viver junto de outros da mesma espécie.
Cabe aos mais iluminados, lutar contra e alertar os restantes.
Despertar Consciências.
De antiego a 18 de Dezembro de 2009 às 11:54
È o que tento fazer. Mas atenção, eu próprio sofro destes males. Também tenho preconceitos e não estou livre de ter um comportamento como referi neste post.
De David a 22 de Dezembro de 2009 às 20:04
"depende" :)
Um abraço, bom Natal e bom ano!
dL

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds