"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

. Crise e Poupança

.arquivos

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007

As mulheres condenadas

“Os homens têm medo de se comprometerem”

 

Ora aqui está mais um MITO. Quando um homem está relutante em se comprometer, a explicação não é esta! É apenas esta: este homem não está motivado em se compremeter com ESTA mulher.

 

Há um tipo de mulheres que a maioria dos homens não as acha suficientemente atraentes e/ou interessantes. Para que se comprometam com elas.

 

Estas mulheres têm a sina de colecionar homens com aversão a assumir um namoro, homens com quem têm relações curtas, ou homens cujo rompimento foi muito esquisito.

 

Vagueiam a perguntar: o que há de errado em mim? Com muito azar, gastam rios de dinheiro em psicologos inúteis. Psicologos esses que são muito bem capazes de reconforta-las dizendo: “Sabe, os homens têm um certo receio em se comprometerem”. E depois falarão de auto-estima, etc e tal. Se falarem.

 

Um homem conhece uma mulher. Ela é feia ou não o atrai de alguma forma. Mas ela está ineteressada nele e isso nota-se. Então ele pensa: “para agora, serve, sempre se dá umas quecas”. Final da história: mais cedo ou mais tarde, ele vai-se fartar da sua sapinha e cair fora.

Muitos nem assumirão o namoro, simplesmente porque não gostam dela e até sentirão repúdio em apresenta-la socialmente como namorada.

 

Do lado masculino, há aqueles que colecionam mulheres que só os queriam como amigos.

Ao menos as condenadas têm mais sexo que os condenados.

 

Doomed to be dumped.

publicado por antiego às 11:29
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
16 comentários:
De Anónimo a 10 de Agosto de 2007 às 12:25
As minhas amigas acusam-me de ser demasiado selectiva; sinceramente, acho que já o fui, hoje nem tanto. Não sou nenhuma beleza rara, mas se há coisa que não sou é feia ("sapinho").
Facto é que chamo a atenção dos homens; e vêm ter comigo fácilmente. O que acontece é que quando algum deles me chama a atenção ou me interessa realmente...Há sempre um obstáculo epistemológico que surge, não sei de onde, e acabo sempre por ser trocada por outra, na maioria das vezes fisicamente nada ou pouco interessante. Mais curioso ainda, é que venho sempre a descobrir que são comprometidos, com vários níveis de comprometimento, mas sempre comprometidos...
Que sina a minha!!
Enfim, mais um desabafo de, mais uma, "mulher condenada".
Bem haja.
De antiego a 10 de Agosto de 2007 às 13:59
Pelo seu relato, não encaixa neste perfil de sapinha. Não +e alvo de os "fuck her and leave her" ou "meet her and leave her".
Ao menos não é deixada.
Grande problema é que muitas sapinhas também são selectivas. Usando a corriqueira expressão "querem homens de outra liga". O coração corre maiores riscos, neste caso.
Mas o que é a vida sem paixão?
De sextrip a 10 de Agosto de 2007 às 21:55
não creio que o facto de um homem se relacionar com uma mulher e depois não desejar nenhum "compromisso" futuro tenha apenas a ver com a maior ou menor fealdade dela nem que ela tenha sido uma "do mal, o menos".
acho isso bastante redutor!

quantas vezes já viste acontecer isso, mesmo com mulheres lindíssimas e dentro de todos os trâmites sociais da "beleza assolampada"?
eu já vi.

a questão é mesmo a passagem de um relacionamento ligeiro, solto, ocasional até... para um outro mais complexo, fixo, com carácter de permanência.
isso é, cada vez mais, do desagrado do homem!

entre as mulheres (ainda que haja um número maior delas só dispostas a um relacionamento fixo a partir de determinada idade) continua a ser a principal motivação - o conseguir a "estabilidade social" em todos os seus aspectos, o que evidentemente engloba ter um companheiro fixo.
De antiego a 10 de Agosto de 2007 às 22:06
Eu fui mal interpretado. Eu falei de um tipo de mulheres. Não disse que todas as mulheres que são deixadas é porque são desinteressantes. Cometeste o erro habitual de confundir implicação com equivalência.
Claro que há deusas que são deixadas até pela primeira palavra. Bolas, será dificel entender o que escrevi?
De sextrip a 10 de Agosto de 2007 às 22:35
lol lol lol
tá bem, pronto homem... nã te irrites!... lol lol lol

por vezes fica algo confuso o que pretendes dizer, é verdade.
mas também admito essa minha confusão entre implicar e equivaler, okay...

o que interessa é que o artigo está em "andamento" pá...
De antiego a 10 de Agosto de 2007 às 22:50
Obrigado sextrip. Tens razão. Está em andamento e estou um bocado irritável. Hoje até inventei o Cornómetro, para medir a irritabilidade das pessoas.

E obrigado por seres uma habitué neste blog.

bJs
De Crestfallen a 10 de Agosto de 2007 às 22:19
Não é o facto de haver medo do compromisso. Nem é o facto de não nos querermos comprometer com esta ou com aquela. Na verdade é muito melhor não querer compromissos, nem com esta, nem com aquela, nem com nenhuma.

O homem compomete-se uma vez. Erra. Compromete-se uma seguda vez. Volta a errar. À terceira se não aprendeu, é um idiota. Para que serve o compromisso? Não é mais do que uma prisão. Há tempo para tudo, os compromissos podem esperar, até lá. sejam livres!
De sextrip a 10 de Agosto de 2007 às 22:32
« Há tempo para tudo, os compromissos podem esperar, até lá. sejam livres! »

poderá ser apenas "coincidência" (duvido) mas realmente os poucos casamentos que conheço em que tudo aparenta estar bem e já vão longos (em anos) são de pessoas que se conheciam muito bem e há muito tempo antes de "darem o nó".
em todos eles há um histórico de vivência a dois "antes do casamento", por exemplo.

talvez portanto, uma relação a longo prazo tenha maior sucesso se for fruto de uma selectividade maior e (ainda que alguns não gostem da expressão) de uma maior maturidade mútua.

donde... essa tua frase tenha o seu quê de fundamento.
a questão de "prisão", perda de liberdade, etc, é que poderá ser discutível.
De antiego a 10 de Agosto de 2007 às 22:51
Para que serve o afecto, para que serve o amor?
De Sara Oriana a 12 de Agosto de 2007 às 18:46
Acho que a humanidade s pergunta isso todos os dias...

Bjo**
De antiego a 12 de Agosto de 2007 às 22:05
Acho que todos sabemos para que serve.
De antiego a 30 de Agosto de 2007 às 00:20
As mulheres é que se condenam a elas próprias.
Se uma mulher se amar ,pouco lhe importa se este ou aquele homem está interessado em se comprometer. Um compromisso acontece naturalmente. Tem que existir amor para isso acontecer. Não confundir paixão com amor, nem atracção física .
"Se eu não gostar de mim , quem gostará!!!!!"
De Papi a 30 de Agosto de 2007 às 00:22
este comentário foi meu e não do Antiego
De Infiel a 11 de Setembro de 2007 às 03:00
"As mulheres é que se condenam a elas próprias" que frase tão profunda Antiego!! Gostei lol

Bjinhos
De antiego a 11 de Setembro de 2007 às 11:52
Ó infiel (és m ou f ;). Esta frase foi de uma familiar minha, que erradamente saiu como sendo da minha autoria.
De Infiel a 11 de Setembro de 2007 às 17:25
os meus parabens á familiar porque é uma frase muito profunda, de quem já se descobriu

Sou mulher!

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds