"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Pretender

. FC Porto mais português!

. Os homens são todos iguai...

. Ninguém faz nada!

. A moda do brunch

. Lopetegui a treinador do ...

. Treinadores Portugueses

. Super-Mães

. Deve haver uma explicação

. E depois do Adeus

. Ginastica Mental

. Hino à prostituta

. Banco Alimentar

. Teoricamente barato

. Pessoas com Categoria

. UML: para pessoas que gos...

. 10 contra 11, não!

. Taxista Sportinguista

. Escolher um Bacalhau

. Só os Belos empacotam

. As leis não escritas

. EUA tinham que passar

. Programador burro

. Programador vs Eng. Softw...

. O Porto da minha Infãncia

. Fazer amigos

. Fui eu que inventei

. Pessoas bem-educadas

. Antigamente

. Jorge Jesus e P. da Costa

. AH! Apanhar uma Camioneta...

. Ser Benfiquista

. Ninguém sabia o que fazer

. Almas Gémeas

. Aprendendo a ser Jovem

. Homens Misteriosos

. Depois de Babel

. Melhor que Telenovela

. 25 de Abril para os Joven...

. No meu tempo

. FC Porto vergonhoso

. O Canal Q e a cidade

. Pessimismo e conspiração

. A fugir do próprio Ego

. Rabos e rabinhos

. BCP é bom camarada

. Palpites

. O Drama dos Penalties

. Tratamento de Psicologia

. Crise e Poupança

.arquivos

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

Facebook Jamais!

Eu também, em certa medida, sigo um padrão feito, na minha atitude e discursos na blogosfera (e no mundo cá fora). Sou o cliché “ser do contra”.

 

Há quem se queira destacar, sendo do contra, como um adolescente que se quer afirmar.

Há quem tenha uma reacção natural, quase instintiva, de desgostar de algo assim que saiba que é demasiado popular.

As crianças repetem uma graça indefinidamente. Com a idade cada vez mais nos irritam as repetições. De facto, até me custa contar a mesma coisa, nem que seja a duas pessoas diferentes.

Mas toda a gente não gosta de ver outra pessoa com a mesma T-Shirt que a sua.

 

Posto isto, entre o “Idiota do contra” e o “Popularucho”, acho que o primeiro será mais interessante, por causa da repetição.

 

Um dos “Idiota do contra” mais populares e que fez escola, é o Miguel Esteves Cardoso.

A pessoa do contra também pode revelar uma personalidade insatisfeita que só está bem onde não está. A pessoa cliché, alegre popularucha, pode revelar uma pessoa de bem com a sua vida.

 

O mesmo amigo que um dia me disse:

- Eu quero morrer sem ter visto o filme o Titanic.

 

É o mesmo que anda a tentar-me convencer a criar uma página no Facebook. Só para ser diferente, digo:

- NÂO! Jamais terei uma página no facebook.

 

A não ser que veja grandes vantagens reais nisso como pertencer a um grupo de trabalho cuja útil ferramenta de comunicação é o facebook.

 

Eu já tenho um blog, porque raio haveria de criar outra página pessoal? E criar uma página pessoal onde coloco o meu nome verdadeiro, me identifico, me exponho, acho muito estranho.

 

Já agora, elucidem-me: se no facebook nós só mostramos o que queremos e escolhemos a quem queremos, porque raio há essa polémica da privavicidade no facebook? O sistema é pouco seguro, andam mirones por lá?

 

Acho que o pessoal do facebook anda-se a enganar a si próprio. Acho que a ideia do facebook é mesmo a revelação. Ei, olhem para mim, estou aqui, sou fixe. Eu faço isso através dos meus textos.

Basta atentar ao nome da ferramenta para se desconfiar que o pessoal quer é se mostrar e ser visto.

publicado por antiego às 12:53
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
|
9 comentários:
De dL a 16 de Junho de 2010 às 14:03
Os tempos mudam... email... internet... blogs... redes sociais... (o facebook é (não só mas também) o velhinho "forward" num formato mais agradável...)

vê este link: http://www.facebook.com/alexandre.sa1#!/notes/david-leal/social-media-and-social-network-educational-infographics/451013879672

PS - continuo sem ter visto o filme
De antiego a 16 de Junho de 2010 às 14:41
Obrigado Amigo! Há uns 10 posts que não recebia nenhum comenário. Xiça, tou desolado. Mais vale acabar com esta merda e abrir uma página no Facebook com uma foto minha em T-shirt caviada.
De Anónimo a 21 de Junho de 2010 às 02:00
Lembrei-me de ti ao ver este título e por isso vim aqui,abr dL "Facebook sentencia fim do email":
http://tek.sapo.pt/multimedia/facebook_sentencia_fim_do_email_1072753.html
De Ella a 22 de Junho de 2010 às 12:34
Normalmente sou do contra mas, talvez por isso mesmo, não gosto de fazer parte do grupo que é sempre do contra.
Aquela história do "desta água não beberei" é uma regra mesmo feita para ser quebrada. Uma daquelas coisas que dão gosto à vida.
Be wild
Deixar de beber coca-cola porque a maior parte do pessoal gosta: no sense
Usar malinhas louis vuitton só porque está na moda: no sense
Ter facebook porque é giro é tão estúpido como começar a fumar para acompanhar os amigos.
Há quem o faça. Eu não.
Pelo menos por enquento... lol

Cumprimentos ao patrão da casa com votos de que não desista do blog nem dos seus leitores despistados que não têm tempo para responder aos post mas que se sentem felizes ao vir aqui ler umas ideias maradas e pertinentes.
De antiego a 22 de Junho de 2010 às 14:33
Obrigado Ella. Eu tenho contador e sei que vou tendo visitas, mas as visitas é um simples click, não significa que seja lido. Se sei que são os Habitués, assim já sei que sou lido de alto a baixo.
De Ella a 24 de Junho de 2010 às 18:02
Não tem nada a ver com o post, ou talvez tenha, se eu inventar uma ligação digna - mais coisa menos coisa - entre as duas coisas.
É pá! (Peço desculpa pela expressão; detesto usá-la mas ainda estou em transe.)
Ontem levei o meu filho e o meu marido ao Coliseu ver o Slash.
Foi inesquecível, hipersensitivo e louco.
Ainda bem que os meus homens, grande e pequeno, não são do contra e embora não apreciando muito este género musical, resolveram fazer-me a vontade e acompanhar-me nesta viagem ao mundo sensorial.
Pois ainda me soube melhor.
É nestas alturas que sabemos, melhor sentimos, que somos sortudos.

Há lá alguma amizade de facebook que dê este tipo de sensação e segurança?
Escrever incógnito na net é uma espécie de viagem ao sofá do psicanalista.
Falar com os amigos ou divulgar alguns dos nossos pensamentos pode ser interessante se isso nos fizer sentir melhor, mas atenção...
Há coisas que nos fazem sentir bem mas que fazem um mal desgraçado.
Viver na net ou pela net é ter uma vida virtual, não chega realmente a ser vida. Por vezes parece mas não é.
Eu não sou contra a net, utilizo-a para me facilitar a vida e me distrair um pouco. Muitas vezes utilizo-a como ferramenta de trabalho.
Mas a minha vida, aquela que faz com que os amores da minha vida mostrem que me amam "simplesmente" por fazerem um esforço para ouvir o mesmo que eu...
Isso não há web que tenha.

Resumindo e concluindo: Hoje eu estou feliz.
E gostava que todos vocês também estivessem.

Obviamente falhei o tema do post mas...
Desculpem por ser loura.
Em última análise podem sempre pensar que só escrevi isto por ser...
Simplesmente ser.
De antiego a 25 de Junho de 2010 às 12:48
Obrigado por partilhares coisas positivas no meu blog.

O Computador é péssimo se matar a "vida real".

O que acontece, a maior parte das vezes, é que a internet vem fazer companhia a muita gente solitária e aí presta um serviço maravilhoso.

O perigo esta nas novas gerações se viciarem na internet e esquecerem que há essa vida real. É como aprender que a fast-food é a melhor coisa.
De carma a 24 de Junho de 2010 às 23:00
Eu tenho facebook e sou feliz. lol
De antiego a 25 de Junho de 2010 às 12:49
Pelos vistos és feliz e mais uns não sei quantos milhões de pessoas.

Comentar post

Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds