"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. Correr até ser Pateta Fel...

. Fumadores são reles, vis ...

. Jogos Sem Fronteiras Cont...

. Mosca Morta Queiroz

. Heatlh Club não é Liceu.

. Health Club não é Discote...

.arquivos

. Maio 2018

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Quinta-feira, 25 de Julho de 2013

Correr até ser Pateta Feliz

Por minha experiência, correr à pressão, acabar e meter-me logo em casa não é coisa que tenha muito sabor. Dá para quebrar o galho, picar o ponto da manutenção da forma fisica.

O que realmente é aprazível é saborear as endorfinas no final da corrida ou sessão de treino fisico. Quando acabar de correr ou ir ao ginásio, passeie uma meia-hora. Passeie lá fora entre a vegetação, num local sem muito ruído. Até pode passear num centro comercial. E ao passear, disfrute do bem-estar que o exercicio fisico longo proporciona. O relaxamento é enorme, a ansiedade é quase nula. Parece que vẽ tudo em câmera lenta. Se tiver dentro de casa não vê tudo em camera lenta porque está tudo parado e esta sensação não resulta com a televisão. No meu caso, há menos ruído na rua do que em casa.

Depois de 20 minutos a correr ou no final na corrida já me apetece meter conversa com toda a gente por quem passo na rua.

Hoje até meti mesmo conversa com um senhor com uma enorme barriga que lavava o seu carro. Fiz-lhe uma pergunta sobre uma casa que estava ali e eu tinha curiosidade de saber o que era. Tive grande sorte. Tratava-se de um daqueles raros senhores muito afáveis que fala sempre a sorrir.

 

Quando jogo futebol o bem-estar é ainda maior. Um jogo de futebol em esforço fisico não se compara a uma corrida minha. No futebol estás a competir, vais ao limite várias vezes. O extâse é atingido quando o jogo de futebol correu muito bem (joguei bem, marquei golos...). Nos meus vinte anos eu dizia que tinha uma relação sexual com o futebol.

Não raras vezes, com os meus novos companheiros de futebol, no final do jogo eu digo umas coisas e eles ficam a olhar para mim com um ar muito intrigado, e depois olham uns para os outros, naquela "o que é que este gajo tem?". Eu não estou nem aí, estou embriagado. Quando isto acontece, o meu bem-estar é de tal ordem que eu transformo-me num pateta. Tudo o que eu penso acho magnifico e acho que deve ser partilhado... praticamente só penso idiotices.

tags:
publicado por antiego às 00:06
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
Quarta-feira, 4 de Julho de 2012

Fumadores são reles, vis e xungas

Segunda tentativa séria para deixar de fumar. Lembro-me que da última vez senti o que uma amiga minha sentia depois de casada:

  • Pensar que nunca mais beijarei outro homem, dá-me vontade de chorar.

 

A mim também me dava vontade de chorar ao pensar que não ía fumar mais um cigarro na vida.

 

Uma professora do secundário contava-me que preferia ir para a sala dos professores fumadores embora ela própria nunca tivesse fumado na vida. É que os professores fumadores eram mais interessantes. Faz sentido naquele contexto de professores do secundário mais trintões .

O pessoal que vai para a night tem a tendência de ser pessoal mais interessante e comunicativo. O não fumador esteve durante muitos anos associado ao ser aborrecido, à choquice.

 

Nestes ultimos dias tenho ido tomar café com os presumíveis chocos dos não fumadores. E não é que constatei que agrada-me muito mais as conversas deles do que aqueles da sala de fumo? Foi como uma revelação para mim. O pessoal da sala de fumo é desinteressante, têm só conversas da treta como falar de gajas e futebol e um sentido de humor que embaraça. Este é outro contexto, muitos destes não fumadores até já foram grandes fumadores e conseguiram vencer o vicio, ou seja, evoluíram. Eu considero-me inferior a um ex-fumador e irei-jme considerar superior a um fumador se me tornar um dos primeiros.

 

Ou seja, chego à conclusão que os fumadores são reles, vis e xungas. E quero-me demarcar dessa corja.

Se eu voltar a fumar podem-me chamar de vil reles xungoso.

 

Há uma regra de oiro para todo o viciado que quer deixar a sua adição: Não tocar jamais, uma única vez, no seu vicio. Como um ex-alcoólico que não pode tocar num copo de vinho. É esquecer.

tags: ,
publicado por antiego às 18:26
| Comentar (ou não) | Adicionar aos Posts Favoritos
Terça-feira, 14 de Junho de 2011

Jogos Sem Fronteiras Contemporaneos

            Não se percebe porque os Jogos Sem Fronteiras terminaram. Hoje em dia fazia mais sentido estes jogos divertidos existirem e como se pode ver nesta página isso está a ser equacionado. O Facto de estarmos em crise é mais uma razão para eles voltarem.

            A ideia de uma terrinha concorrer a estes jogos e assim se divulgar na Europa, é brilhante. Acaba por acontecer que, principalmente, se divulga dentro do próprio país.

            A pequenada é igual em todas as eras. Adoram jogos, adoram competição, adoram torcer, adoram jogos malucos e físicos. Seria um sucesso, outra vez.

Domingo, 6 de Setembro de 2009

Mosca Morta Queiroz

            Como em nenhuma outro area, no futebol é válida a máxima “ganha fama e deita-te na cama”.

            Quando o Carlos Queiroz foi, pela segunda vez, contratado para orientar a seleção nacional, pensei: bem, com esta seleção até o Queiroz consegue a qualificação. Eu estava demasiado optimista e deprezei as incapacidade do homem.

            Que fez Queiroz na sua carreira? Foi campeão mundial de Juniores, duas vezes, e honra lhe seja feita. Provavelmente ninguém mais fez tanto pelo nome do futebol nacional (a não ser o Eusébio, Benfica e o FCP).

            Que fez daí para a frente? Nada, apenas passeou a sua mesquinhez e ressabiamento. O homem simplesmente não tem perfil psicológico para altas andanças. Podia ser um homem porreiro, tipo Toni do Benfica, que não consegue resultados e apenas põe uma cara amargaruda do tipo “é pena”. Mas não, faz questão em demonstrar que não tem hombridade alguma para o estrelato.

            Se pegassem num gajo virgem, tipo Jorge Jesus, Manuel José, para treinar a seleção, eu aceitava – é uma aposta. Mas pegam num gajo que já passou pela seleção nacional e fez merda.

 

            Nos grandes projectos que esteve envolvido como protagonista, ele mostrou a sua raça, ou seja, saiu ressabiado. Mal falhou o ultimo apuramento da seleção, desatou logo furioso a dizer coisas do género:
- É preciso limpar a porcaria da federação portuguesa de futebol.

            Após ter sido despedido pelo Real Madrid, não se cansou de mandar bocas atingindo aquele clube pela sua passagem frustrado. Ò homenzinho, enxerga-te, simplesmente não tens estofo.

           

            Este gajo, após os campeonatos mundias de juniores, não fez nada, não ganhou nada. Recorda-se também a passagem pelo Sporting. Será que só seria possivel ter sucesso no Futebol Clube do Porto?

 

            Talvez como em nenhuma outra area, as altas instãncias de futebol são pródigas em sobrevalorizar pessoas mediocres. O Futebol torna bestas em bestiais. O engraçado é que é toda a gente! O tal “ganha fama e deita-te na cama”. Os maiores exemplo no nosso futebol de pessoal para o mediocre considerados grandes génios, são: Vitor Baía, Artur Jorge e Carlos Queiroz.

            Queiroz avivou e fortaleceu a sua fama ao serviço do Manchester United, o que lhe valeu a contratação pelo Real de Madrid (até o Real!). Nem sei bem o cargo que ocupava no clube inglês, deve ser do teórico, o grande professor. O United foi várias vezes campeão e Queiroz teve a sua fatia de responsável. Tretas. Era ele o treinador?

 

            Vejamos Queiroz desde que assumiu esta sua nova função. O gajo roça o patético. Parece uma daquelas personagens do Gato Fedorento, baralhadas, que não conseguem acabar uma frase, um racicionio. Há uns bons meses passou uma repostagem na TV, em que se seguia o dia-a-dia do professor e do seu douto trabalho à frente dos destinos da nação. Estava ele feito mosca morta, a arrastar um raciocinio, quando vai calhar nesta frase:

- (...) Porque diz-me quem és....

            E ficou parado. Ao que eu o ajudei, cá em casa, rematando:

- Dir-te-ei com quem andas?

            E pessoal lá se riu da piada e da idiotice dele.

 

            Mas a atiude mais grave que vi deste homem, neste apuramento, foi esta falta de carácter: ele e todo o pessoal vinham-se queixando que a Seleção estava a jogar muito melhor que na era Scolari mas que, azar, os resultados eram piores. Depois, em 6 de Junho de 2009, Portugal foi à Albania ganhar 2-1, com uma exibição lamentável, valendo-nos o autêntico piço de termos marcado um golo nos ultimos minutos. Comentário do professor:

- O mais importante não foi a exibição.

 

            Neste caso só teria que dizer um cliché do género:

- A sorte que nos faltou em tantos jogos tivemo-la aqui.

 

            Agora, o rapazote queixa-se que lhe gamaram  5 Penalties em 7 jogos. Há treinadores pé-frio. Contratem um gajo com mais sorte.

            De qualquer modo acho o apuramento muito possivel. Não é dificel ganharmos todos os nosso jogos e é muito provável que a Suécia não vá ganhar em casa da Dinamarca (ok, 50% de hipótese).

Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008

Heatlh Club não é Liceu.

            Nada melhor que uma casa que acaba de abrir. É a simpatia total (ou uma casa na mó de baixo).

            Estava eu numa aula de Body Balance com uma professora feia, porca, má, sem graça e esquelética.

- Digam-me se a música está muito alta.

- A musica está muito alta.

- Mas nestas aulas é preciso ritmo, blá blá blá

- perguntou se a musica estava alta e eu respondi.

            Resultado. A musica continua alta. A aula Body Balance é uma palhaçada, não há nada como Yoga. É como comer a alta velocidade com uma timoneira pirosa:

- Levanta, abre, mete, engole!

            Estar a olhar para a professora para seguir a sua coreografia acelerada, faz mal ao pescoço se tivermos de frente para ela. Ela pede-me vezes sem conta para eu sair da diagonal. A musica torna-se insuportável à medida que se vai suando cada vez mais. Foda-se! Basta. Vou bazar.

- Não pode sair a meio de uma aula.

- Ai isso é que posso.

            Lá saí e não queria crêr no que ouvi. Mas este pessoal é maluco? Estou certo que têm as suas razões, mas nenhuma razão é mais forte do que a razão para uma pessoa abandonar a aula a meio.

            E então lá me disse um técnico as razões de tal regra:

1. Um desrespeito pelo professor.

2. Pode ser prejudicial à saúde sair a meio de uma aula porque ela é um todo. Por exemplo, parar de repente, sem relaxamento, pode matar.

 

            Espera-se das pessoas (clientes) que tenham algum bom senso. Claro que é chato para um professor ver alunos a sairem a meio da aula. Mas se saiem, parte-se do principio que não é porque lhes apeteceu e estão-se a cagar para o alto técnico de desporto. De qualquer modo, se o professor é um profissional, terá que lidar com isso. Ou será que vai amuar e fazer uma birra?

            Quanto ao 2º ponto ele parece uma falácia. As pessoas devem ser educadas que parar de repente pode ser mau para o coração, se isso é verdade. Isso pode acontecer em qualquer situação. Numa aula, no ginásio, a jogar futebol, a correr para um autocarro. Os técnicos de desporto só podem assegurar isso numa aula. Não creio que no ginásio andem a atentos a todas as pessoas, verificando se se esforçam demais ou se não fazem o relaxamento.

            Tal como uma pessoa que acaba uma sessão de ginásio, uma pessoa que saia de uma aula a meio, como boa prática, vai fazer exercicios de relaxamento.

            Quanto mais, esta regra deveria ser, antes, uma recomendação. Não se deve sair de uma aula a meio porque… explicando, meu deus! Que mania é essa de impor regras ou recomendações sem as explicar!

            Um Heatlh Club não é um liceu.


Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008

Health Club não é Discoteca

             Quando quero ir a uma discoteca não vou a um Health Club.

          Que mania é essa de todos os Health clubs fazerem dos seus espaços discotecas para adolescentes, pondo música barulhenta a picar os miolos dos clientes?

            É Patético que um professor de uma aula desportiva use um microfone, para falar ainda mais alto que a musica estridente – a intenção é esta, como é óbvio, e o resultado infeliz também. Yah, é cool, é moderno, a aula é acutilante, cheia de energia, somos jovens, estamos vivos, que maravilha, a vida é bela e somos felizes.

            Isto é mesmo um toque à Disco. A musica a bombar forte e feito e o DJ a incentivar os clientes a abanar o capacete até doer. Só falta dar as palavras de ordem, à velha moda antiga: “CAN YOU FEEL IT!”. Parece o Big Show Sic ou, na versão do herman José, o Pig Show Sic.

            Meus amigos, a musica deve estar a um volume tal que a voz humana seja audivel. E não com décibeis mais altos que a voz humana. Isto é o natural, é o sensato.

 

            É um sério atentado à saúde fazer-se desporto com musica alta ou a altos berros. A não ser que o desporto seja dança ou tenha muito movimento (como step, por exemplo). Aulas cuja posição é estática, como aulas com pesos, Body Balance, outros bodies e etc, devem ter a musica num tom muito baixo ou não ter musica de todo.

            O desporto é uma actividade de gozo, de lazer, Nos dias de hoje, o desporto é, sobretudo, uma actividade de relaxamento (já que o stress é uma constante da vida). O esforço fisico induz ao relaxamento, a curto ou médio prazo. O exercicio fisico primeiro excita, acorda, conforme a carga, e depois relaxa. O ruído perturba e de que maneira.

            O desporto é suposto relaxar. Repetindo, as pessoas procuram o desporto para combater o stress, para dormir melhor, para uma vida mais tranquila.

 

            Imaginem o que é ir para uma aula desportiva, exercitar o coração e este ser massacrado por ondas vibratórias agressivas.

            Imaginem uma aula de Judo ou Karaté com a musica a altos berros. Imaginem terem uma relação sexual com musica no máximo volume (ainda que para disfarçar perante os vizinhos).

            Eu sei que sou demasiado sensivel ao ruído, mas o que eu sinto as outras pessoas acabam por sofrer sem se aperceberem. Acontece-me o seguinte: ao principio da aula até tolero a musica alta. À medida que vou ficando cansado, a musica vai-me perturbando cada vez mais. Será que sou um anormal?

            Qualquer médico ou profissional de saúde dirá que é prejudicial à saúde fazer desporto com música alta. Porque é óbvio.

            Tudo isto é ainda mais irónico quando Health Club quer dizer “Clube de Saúde” em português.

 

ps: Os latinos, por regra, não se queixam, está sempre tudo bem. E quem se queixa é picuínhas, esquisito. Às vezes dá impressão que podem apanhar no cú sem sentirem nada.

 

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds