"Espicaçar as consciências adormecidas"

.posts recentes

. A Matemática dos Cornos

. Para que serve a Matemáti...

.arquivos

. Maio 2018

. Março 2017

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

Terça-feira, 15 de Maio de 2012

A Matemática dos Cornos

       Ted Talks é um programa muito giro onde um pensador original vai expor uma ideia interessante que poderá mudar o mundo, durante cerca de 20 minutos.

     Ontem vi uma senhora simpática, de uma certa idade, falando sobre 3 instintos básicos do ser humano: o sexual, o amor romântico e a necessidade de apego. A grande novidade é a necessidade de apego que ela explicou tratar-se da necessidade que o ser humano sente de ter uma companheira ou companheiro, durante toda a sua vida.

       Realmente surpreendente foi ela ter declarado que, embora estes instintos se interliguem, podem ser bem independentes. Ela assegurou que é perfeitamente possível uma pessoa estar na cama a desejar sexualmente a Sandra, virar de lado e sentir amor romântico pela Cristina, revolver-se de novo e sentir um desejo imenso de passar o resto da sua vida com a Eulália.

       Pois, tudo é possível. Apenas que eu nunca tive desejos cruzados deste tipo nem com 2 pessoas diferentes, nem nunca ouvi tal. Quanto mais, tive uma amiga que namorava e namoriscou um bocado por fora e se sentiu tentada a mudar de rapaz. Acabou por ser bastante curto e voltou para o namorado com quem nunca chegou a casar.

      Achei também bastante engraçado o fervor feminista desta senhora, que relativamente contido emocionalmente, estava longe de o ser em palavras. Ela tentava passar uma imagem de cientista nestas matérias. Mas a idiotice era tal que fico com grandes suspeitas de ela ter uma forte formação em psicologia.

 

      Não é que ela, no meio de tantas considerações entre as abismais diferenças entre o homem e a mulher, resolve encetar uma competição de infidelidade! Não, a mulher não pode ser menos infiel que o homem, ui, essa competição do mais cornudo é que não pode perder.

       Vai daí, ela arrebata a assistência com este argumento brilhante:

- È claro que as mulheres são tão infiéis como os homens. Afinal, com quem pensam que os homens são infiés? Hello !!! É simples matemática.

 

       Que estupidez, como é que eu nunca tinha pensado nisso. Tem toda a razão: é simples matemática, mas só que numa simple-mind americana.

      No meu mundo perfeito, esta afirmação teria toda a validade matemática, porque no meu mundo perfeito ninguém está sozinho, toda a gente tem um companheiro e ninguém precisa de pagar para ter afecto.

Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Para que serve a Matemática?

            Em sorriso aos molhos:

             Uma seguradora inglesa analisou mais de 700.000 sinistros ocorridos num período de cinco anos e chegou à conclusão que existe uma forte ligação entre o signo dos condutores e a probabilidade de se envolverem num acidente de viação.
            Posto isto, o estudo conclui que os melhores condutores são as pessoas nascidas sob o signo de Sagitário (obrigada, obrigada, obrigada!) e Escorpião, facto que encontra explicação nas características-chave de determinação e alegria que marcam estes signos. Registou-se um empate neste primeiro lugar. Em terceiro surgem os nativos de Balança, com a sua tendência para o equilíbrio e a diplomacia a culminarem numa condução segura.
Os nascidos sobre o signo de Carneiro são os piores condutores, contribuindo para quase nove por cento dos acidentes rodoviários. Gémeos e Touro classificaram-se logo a seguir como os signos mais perigosos ao volante.
E vocês, amiguinhos, de que signo são? ;)”

 

            O que há de muito suspeito aqui? …… pensando ……..

 

 

            Esta frase…………………………….

 

             Os nascidos sobre o signo de Carneiro são os piores condutores, contribuindo para quase nove por cento dos acidentes rodoviários”.

 

            Porquê?...............

 

             Porque havendo 12 signos, ao todo, e se não houvessem diferenças, cada signo teria, matematicamente, 1/12 de acidentes rodoviários, ou seja, 8,3(3) por cento.

 

            Este estudo idiota só dá razão aqueles que desprezam a Astrologia.

música: I Love to Hate You - Erasure
Contador Web
Contadores
online

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds